Campanha da CLDF de prevenção contra o coronavírus ganha prêmios em festival de países lusófonos

CLDF recebe primeiro prêmio publicitário internacional, com campanha sobre as "desculpas" comumente alegadas pela população para não se prevenir

72

Print Friendly, PDF & Email

Por Denise Caputo 

A campanha publicitária “Contra o coronavírus não tem desculpa, tem prevenção” foi premiada no festival “Prêmios Lusófonos de Criatividade” em duas categorias: outdoor e filme para TV; em segundo e em terceiro lugar, respectivamente. O anúncio foi feito pelo vice-presidente da Casa, Delmasso (Republicanos), que é o responsável pela área de comunicação da CLDF, durante a sessão plenária desta terça-feira (13).

Veiculada desde o final de março, a campanha trabalha com as “desculpas” dadas por muitas pessoas para não usarem máscaras ou se juntarem em “happy hours”, fechando os olhos para o cenário crítico por que passa o Distrito Federal e o Brasil.

Publicidade

A premiação foi celebrada pelo deputado Delmasso: “É a primeira vez que ganhamos um prêmio internacional de publicidade”. Já o presidente da Casa, deputado Rafael Prudente (MDB), elogiou o reconhecimento e a importância da campanha e parabenizou os envolvidos na produção das peças.

O coordenador de Comunicação Social da CLDF, Orlando Rangel, explica que, para levar essa mensagem de prevenção a toda a população do Distrito Federal, a campanha está nas mídias sociais, tevê, rádio, jornal, outdoor, ônibus, além de letreiros e pontos de divulgação espalhados pelas regiões administrativas. “Focamos nas medidas de prevenção recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como o uso constante e correto de máscara e álcool em gel, e o apelo para evitar aglomerações”, destaca Rangel.

​​​Com seis anos de existência, os “Prêmios Lusófonos da Criatividade” é um festival realizado em Portugal, sendo o único dedicado, exclusivamente, a premiar, homenagear e debater os mercados publicitário e de comunicação dos países de língua portuguesa.
​​​​​​​

FONTECLDF
Artigo anteriorSindate ganha ação a favor de servidora que tem filho portador de necessidades especiais
Próximo artigoPoliciais civis, militares e outras categorias poderão aderir a plano de saúde do GDF