Sindate e UGT-DF pedem nomeações em reunião com Ebserh

34
Print Friendly, PDF & Email
Por Ana Comarú

Na tarde desta quarta-feira (14/09), o vice-presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT) e do Sindate-DF, Jorge Viana se reuniu com a nova gestão da Ebserh composta por Ademar Gregório Diretor Internino de Pessoas, Luiz Henrique da Fonte do Planejamento de Pessoal, Roseane do Nascimento chefe de Relações de Trabalho, Heli Santos Vieira da Costa, Analista Administrativo e Mara Annumciato Coordenadora de Desenvolvimento de Pessoas, para tratar novamente sobre as nomeações dos concursados.

Diante da crescente necessidade da contratação de novos profissionais e o vencimento de dois concursos se aproximando, um em Março de 2017 e outro em 2018, Jorge Viana pediu celeridade na realização das nomeações do concurso do Hospital Universitário de Brasília (HUB) ou a prorrogação do prazo, Viana solicitou também ao Ministério do Planejamento uma reunião para tratar do mesmo assunto, confira aqui.

Para o Diretor de Pessoas, Ademar Gregório, a nova gestão tem uma visão diferente, “Nós estamos prorrogando todos os concursos que dá e já temos nosso pedido de orçamento com uma suplementação para dar continuidade à contratação de mais pessoas concursadas” afirma.

Desde que chegou a nova gestão abriu 6 concursos, sendo dois na Paraíba, no Hospital Universitário Alcides Carneiro e Julio Maria Bandeira de Melo, no Rio de Janeiro foram mais dois nas Universidades Federais, Antonio Pedro e Graffré Guinle, em Sergipe no Hospital Regional de Lagarto e em Santa Catarina no Polydoro Ernani Santiago, “aproximadamente 2000 vagas, concluindo o concurso em Belém no Pará e incluindo as cotas no sistema de seleção por uma banca especializada e não mais por fotografia”, informa Luiz Henrique da Fonte.

Publicidade

Jorge Viana explica que apesar de defender os servidores de Brasília, também deseja ver colegas de outros estados sendo contemplados e reitera o pedido de novas nomeações. Diante do pedido, a gestão afirmou haver boa vontade para realizar novos concursos e nomeações, o que falta é orçamento e afirmaram que com a liberação de recursos, será analisado junto ao HUB onde é necessário fazer nomeações.

Fonte: Sindate-DF

0

Comentário