França libera entrada de brasileiros vacinados contra a Covid-19

No entanto, embora com reconhecimento de eficácia na OMS, pessoas imunizadas com vacinas sem homologação da Agência Europeia de Medicamentos permanecem impedidas de viajar, salvo em casos de viagens essenciais

223
Print Friendly, PDF & Email

Por Kleber Karpov

A partir deste domingo (18/Jul), a França passa a receber pessoas de qualquer país, desde que estejam completamente imunizadas contra o coronavírus (COVID-19). A informação foi publicada no site da Diplomacia do Governo Francês, no sábado (17/Jul).

Em tradução livre, o governo francês afirma que viajantes totalmente vacinados não estão mais sujeitos a restrições para viajar de ou para a França, seja qual for o país de partida. No entanto, aconselhamos fortemente contra a viagem da França para países da lista ‘vermelha’.

Publicidade
Fonte: Diplomacia do Governo Francês

Limitação

Os viajantes devidamente imunizados no Brasil, no entanto, precisam ficar atentos em relação as vacinas. Isso porque o governo francês segue os critérios estabelecidos pela Agência Europeia de Medicamentos [European Medicines Agency (EMA)], que reconhece apenas as vacinas Janssen, Pfizer, Comirnaty, Moderna, AstraZeneca, Vaxzevria, Covishield.

Embora a OMS tenha reconhecido a eficácia da vacina Sinovac-CoronaVac COVID-19, da indústria farmacêutica Sinovac, com sede na China (1/Jun), o imunizante ainda permanece sem homologação da EMA, o que impede as pessoas imunizadas com a Coronavac de ingressarem na França, salvo em casos de viagens essenciais, estabelecidas pelo governo francês.

Prazos

De acordo com o Ministério do Interior da França, para efeitos de imunização completa, se deve considerar o ciclo de 28 dias, após a administração da dose única da Janssen e de sete dias após a aplicação da segunda dose das demais vacinas, no caso a Pfizer, Comirnaty, Moderna, AstraZeneca, Vaxzevria e Covishield.

Importante

De acordo com informações da Embaixada da França no Brasil bem como do Ministério do Interior da França, as pessoas devidamente imunizadas que queiram viajar para a França, devem se atentar ainda a necessidade de apresentar declaração em que garante não apresentar nenhum sintoma de infecção pela Covid-19 e não terem tido contato com pessoas que testaram positivo para a Covid-19; se submeter ao teste de antígeno ou exame biológico no momento de sua chegada à França continental; apresentar comprovante de vacinação; realizar um isolamento de sete dias ao chegar à França; e realizar um teste de diagnóstico (PCR) ao final do período de isolamento.

Fonte: Embaixada da França no Brasil

Lista Vermelha

Além do Brasil, integram a lista ‘vermelha’ do governo francês, de países ou regiões com alto risco de transmissibilidade do coronavírus, estão ainda o Afeganistão, Argentina, Bangladesh, Chile, Colômbia, Costa Rica, República Democrática do Congo, Índia, Maldivas, Namíbia, Nepal, Omã, Paquistão, Paraguai, Russia, Seicheles, África do Sul, Sri Lanka, Suriname, Uruguai e Zâmbia.

Tunísia, Cuba, Moçambique e Indonésia passaram a integrar a lista ‘vermelha’, a partir desse domingo (18/Jul).

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Artigo anteriorÉ falsa a legenda de vídeo da CPI da Pandemia que circula nas redes sociais sobre pedido de saída de Bolsonaro
Próximo artigoLaboratório da Caesb garante 100% de qualidade da água