Promotoria Militar requisita abertura de inquérito sobre atuação da PMDF no acampamento 300

252


Print Friendly, PDF & Email

A Promotoria de Justiça Militar do Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios requisitou à Corregedoria da Polícia Militar do DF (PMDF) a instauração de inquérito policial militar para apurar a atuação da corporação no acampamento dos 300, instalado na Esplanada dos Ministérios. No documento, é apontado que a Polícia Militar teria tido informações de que manifestantes prepararam armamentos, com outros tipos de munições, para investidas contra órgãos públicos, conforme afirmou o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, nesta terça-feira, 16 de junho.

O texto cita, ainda, a demissão do Subcomandante da PMDF, que teria ocorrido em decorrência do episódio. Promotores da Justiça Militar querem saber se houve a prática de crime de prevaricação, previsto no art. 319 do Código Penal Militar. A corporação tem 10 dias para instaurar o inquérito para apurar o fato.

Fonte: MPDFT

Publicidade