Paciente não consegue remoção de Brazlândia para passar por cirurgia cardíaca no Hospital de Base do DF

206
Print Friendly, PDF & Email

Familiares reclamam falta de ambulância para fazer traslado. No entanto, Secretaria de Saúde diz que problema é falta de médico para acompanhar remoção

Por Kleber Karpov

Na quinta-feira (26/Mai), Política Distrital foi acionado por parente da dona de casa, Vaneide Chaves de Oliveira, de 49 anos, internada no dia anterior, em estado grave, no Hospital Regional de Brazlândia (HRBZ). Segundo familiares, que acionaram o blog do estado de Bahia, a paciente precisa passar por cirurgia cardíaca no Hospital de Base do DF (HBDF), porém, não há ambulância e médico para fazer o traslado da paciente de uma unidade à outra.

fe86bebf-d41f-4c5a-9bdb-60a8c6084f61
Internada no Hospital de Brazlândia, Vaneide aguarda transferência para realizar cirurgia no Hospital de Base do DF – Foto: Arquivo Pessoal

Segundo um parente, que pede para não ser identificado, embora a paciente seja aguardada no HBDF para realizar a cirurgia: ”Estou com minha tia internada no hospital de Brazlândia desde ontem, ela precisa de uma cirurgia de urgência no coração. Está com uma vaga no Hospital de Base e desde ontem tentamos uma ambulância para remoção e não conseguimos. Ela tá com uma quadro clínico grave (palavras do próprio médico), 30btm/minuto. (SIC)”, afirmou.

Publicidade

Ainda de acordo com o parente, na noite de quarta-feira (25/Mai), dia em que a tia foi internada, uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) estava estacionada no pátio do HRBZ. Porém, não havia um médico para acompanhar a paciente. “O problema é a ambulância, que não tem. Ontem só havia um médico no plantão.”, disse.

Ontem (26/Mai), por sua vez, além do transporte e o médico, também não havia maca. “O hospital de Base já está aguardando [a paciente].  Hoje não tem profissional, não tem maca e não tem ambulância.”, afirmou.

Politica Distrital acionou a Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) para apurar o caso. Por meio da Assessoria de Comunicação, a Secretaria confirmou que a paciente está “internada, consciente, orientada, em uso de O2 com cateter nasal.”.

Ainda de acordo com a SES-DF a transferência deve ser realizada em uma ambulância avançada do SAMU, unidade de tratamento intensivo (UTI), com enfermeiro e ainda “seria necessário a liberação de um médico do hospital para acompanhar a remoção, o que ainda não foi possível ante o grande número de pacientes atendidos naquela unidade de saúde.”.

Segundo a SES-DF, enquanto não houver a transferência, a paciente deve receber toda assistência necessária. “A remoção será realizada o mais breve possível.”.

Em novo contato com o parente de Vaneide Chaves nesta sexta-feira (27/Mai), a informação obtida com o parente é que Vaneide permanece internada no Hospital de Brazlândia.

Leave your vote

Artigo anteriorObesidade na mira da Saúde
Próximo artigoCPI da saúde do DF divulga disque denúncia e convida conselhos de saúde e sindicatos para prestarem esclarecimentos