“Inadmissível” bradou secretário por servidor afirmar, em entrevista, que a Saúde é “ingerenciável”

Print Friendly, PDF & Email

Servidor é imediato de secretária adjunta da Secretaria de Saúde

Por Kleber Karpov

Embora a Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) não tenha respondido ao pedido de informações de Política Distrital sobre o teor de uma entrevista de um servidor comissionado da Secretaria, fonte que não deseja ser identificada, afirmou ao Blog que a reação do secretário de Saúde, não foi nada amistosa.

Fonseca reagiu à declaração do administrador, Norton Ferraz Sanches, que assessora a secretária adjunta da SES-DF, Eliene Berg, por afirmar que a menção que a saúde do DF é “ingerenciável”, em entrevista concedida ao jornal eletrônico Metrópoles (7/Nov).

De acordo com a fonte, Fonseca teria dito, “em alto e bom som, em uma reunião com a equipe dele que era inadmissível, um assessor, que coordena um grupo de apoio à gestão fazer uma critica daquele nível”.

Sanches e membro da chapa eleita e deve assumir, a partir de 2017, a gestão do Conselho Regional de Administração do DF (CRA-DF), a gestão do CRA-DF.

Ingerenciável

aCoincidência ou não, Sanches se envolveu em contenda com o articulista de Política Distrital, em março desse ano, juntamente com outro colega da SES-DF, Leonardo de Carvalho, também eleito para o CRA-DF, por discordarem de uma matéria postada pelo blog, sobre Organizações Sociais, em um grupo de servidores da Secretaria de Saúde, na rede social Facebook, em que eram os administradores.

CRA-DF

Em relação, além de Sanches, devem ser empossados para a próxima gestão do CRA-DF, a partir de janeiro, os administradores: Geraldo Torrecillas, Marlon Moisés, Edmilson Costa Filho, Clayton Castilho e Norton Sanches.

0