Ibaneis coloca mais de 2,5 mil policiais militares nas ruas e zera cadastro de reserva

Número corresponde aos PMs formados e em formação desde 2019; nesta sexta-feira (24), 335 praças ingressaram no curso de formação

Nesta sexta-feira (24), 335 militares ingressaram no Curso de Formação de Praças IX; no dia 30, serão integrados mais de 700 policiais militares às ruas

O Distrito Federal ganhou mais de 2,5 mil policiais militares desde 2019. E, com o ingresso de mais 335 militares no Curso de Formação de Praças (CFP) IX nesta sexta-feira (24), a corporação zerou o cadastro reserva de seu último concurso.

A cerimônia que recepcionou militares ocorreu no Complexo de Ensino da Polícia Militar (Cepom), em Taguatinga. As boas-vindas foram feitas pelo governador Ibaneis Rocha e por integrantes das forças de segurança.

“Mudamos a perspectiva de insegurança que existia na cidade com as nossas ações. Reabrimos as delegacias e fiz um compromisso de que essa academia não ficaria um minuto em meu governo sem estar ocupada”, disse o governador.

Publicidade

Entre janeiro de 2019 e 31 de maio deste ano, foram 2,5 mil nomeados na Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). Somadas as nomeações do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Civil, esse número passa de 3,5 mil profissionais nas forças de segurança locais.

“Hoje temos o início do curso do CFP IX, concretizando o compromisso do governador Ibaneis Rocha de não deixar as academias das escolas de formação dos órgãos de segurança paradas. A gente segue formando e investindo na segurança pública do DF. Temos 335 alunos que iniciam hoje esse curso de formação. São mais policiais que até o fim do ano vão concluir o curso e ir para as ruas”, destacou o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

Enquanto os praças do CFP IX ingressam agora no curso, no dia 30 deste mês serão integrados mais de 700 policiais militares às ruas.

“Hoje recepcionamos os novos policiais militares que ingressarão no curso de formação de praças. Faz parte do cronograma do programa DF Mais Seguro, onde, desde 2019, tivemos a oportunidade de incorporar mais 2.585 policiais, e estamos zerando aqui o cadastro reserva de todo o concurso da Polícia Militar”, acrescentou o comandante-geral da PMDF, coronel Fábio Augusto.

A redução de interstício – tempo que cada militar precisa cumprir no posto ou graduação antes de ser promovido – também avançou na atual gestão. Foram 8.174 reduções de interstício de 2019 a 2022.

Além disso, a corporação teve concurso autorizado para o provimento de até 2,1 mil novos soldados, com previsão de ingresso até setembro de 2023.

Equipamentos

Além de reforçar o efetivo de militares nas ruas, o GDF investe em equipamentos. Em três anos e meio de gestão, foram adquiridas mais de 900 viaturas dos mais variados portes e finalidades e mais de 34 mil equipamentos, entre armas, detectores de metal, equipamentos de proteção individual e outros, chegando à marca de quase R$ 100 milhões em investimentos.

Espaços também foram inaugurados e reformados. É o caso do Batalhão de Aviação Operacional, que foi ampliado. Há também a previsão de construção de novos batalhões, como o 8º, 14º, 15º e 16º BPMs; de uma unidade do Centro de Assistência Psicológica e Social (Caps) e um novo centro odontológico na PMDF.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorCarro da Vacina vai percorrer ruas do Sol Nascente neste sábado (25)
Próximo artigoConcurso vai selecionar novos médicos, enfermeiros e cirurgiões dentistas para rede pública