Jorge Vianna chama atenção para realização de concursos com 4.430 vagas em 2022

621
Print Friendly, PDF & Email

Por Kleber Karpov

Em uma postagem na rede social, Instagram, o deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), chamou atenção para a aprovação, por parte da Câmara Legislativa do DF (CLDF), do Projeto de Lei (PL) 2.444/21. O PL alterou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022, com autorizou o Governo do Distrito Federal (GDF) a realizar concursos públicos para as secretarias de Saúde, Educação e Desenvolvimento Social.

De acordo com publicação do deputado, a LDO 2022 tem um aporte de R$ 132,17 milhões, destinado a manutenção dos novos servidores a serem contratados, para os anos de 2022 a 2024. Com isso, há a estimativa de Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF)  receber 2,674 novos servidores com aporte de . Desses, 600 enfermeiros, 1.000 técnicos em enfermagem, 1.000 agentes comunitários de saúde e 74 auditores de atividades urbanas.

Publicidade

A secretaria de Estado de Educação (SEDUC), por sua vez, 1.600 novos profissionais de educação. Ao todo devem ser contratados, 1.600 professores de Educação Básica e 60 pedagogos, ambos, com carga horária de 40 horas semanais.

A Secretaria de Desenvolvimento Social (SEDES), por sua vez, deve ter o efetivo aumentado em 156 novos servidores, com um total de 94 especialistas e 62 técnicos em assistência social.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Jorge Vianna (@jorgeviannadf)

Reconhecimento

Ao Política Distrital (PD), Vianna ponderou que, ainda com o impacto da covid-19 nos últimos dois anos, a saúde do DF tem conseguido oferecer uma boa assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) e o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), tem dado respostas a altura.

“Estamos há dois anos lutando contra a pandemia do coronavírus, mas o DF tem lidado bem com essa situação, atípica, que envolve o mundo todo. Mas, seria injusto não reconhecer os esforços do governador, não só com o compromisso de oferecer uma assistência aos usuários do SUS-DF, educação de qualidade, preocupação com a população vulnerável do DF, enfim, são muitas as demonstrações de respeito e de reconhecimento em relação a importância para com o funcionalismo público e à população do DF. Basta comparar a gestão do governador Ibaneis, com as anteriores, ainda com a crise da Covid-19, que isso fica bastante evidente.”, disse Vianna.

 

Artigo anteriorCoren-DF repudia agressão, por médico, a enfermeira no Hospital do Gama
Próximo artigoOpinião: Calcanhar de Aquiles da SES-DF perde Silene Quitéria, gestora, subsecretária de gestão de pessoas