fbpx

Início POLÍTICA DISTRITO FEDERAL Hospital Regional de Luziânia tem vagas de trabalho

Hospital Regional de Luziânia tem vagas de trabalho

Processo seletivo está aberto no site do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento – IMED

1001
Print Friendly, PDF & Email

Para começar a atender ainda nessa semana o Hospital de Luziânia, em Goiás, está com vagas de trabalho abertas. Nessa primeira fase o Instituto de Medicina, Estudos e desenvolvimento – IMED – abriu processo seletivo para contratação imediata de 138 profissionais entre enfermeiros, técnicos e pessoal administrativo. O edital está no site www.imed.org.br e os currículos são recebidos exclusivamente por e-mail. O endereço é selecaorh.luziania@imed.org.br.

O hospital, que se estrutura para começar a atender a população, recebeu 10 respiradores, recuperados pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e Senai. Há outros 12 já comprados pelo Município, com o que serão 23 para uso na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) que abre para atender, principalmente, casos de Covid-19. Dos 72 leitos, 20 são de UTI e 31 para casos semicríticos. A previsão é de que o atendimento à população comece na próxima quinta-feira.

Cerca de 1,2 milhão de pessoas moram na região e serão beneficiadas pela nova unidade de saúde. Luziânia tem 51 casos confirmados e três mortes causadas pelo Coronavírus.

Sobre o Instituto de Medicina, Educação e Desenvolvimento (IMED)

A Organização Social, Instituto de Medicina, Educação e Desenvolvimento (IMED), que assumiu em caráter emergencial o hospital, na segunda região mais populosa do Estado, mostrou eficientes resultados à frente do Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin). Em menos de um ano de gestão, o Hutrin bateu recorde de atendimentos e promoveu investimentos tanto na área de equipamentos como na de gestão de pessoas. Em dezembro fora mais de 8 mil atendimentos. O hospital em Trindade hoje tem telemedicina, raio-X digital, mais médicos e enfermeiros. Em fase de expansão, abre também leitos de UTI para fazer frente à pandemia de Covid-19.