Secretaria de Saúde passa a oferecer atendimento em Libras na Ouvidoria

81


Print Friendly, PDF & Email

Autor de projeto de lei, que resultou em sanção da Lei de inclusão de intérpretes de libra em órgãos públicos, Jorge Vianna elogiou a inciativa da Secretaria de Saúde

Por Kleber Karpov

A Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), divulgou nesta segunda-feira (25/Nov), que passou a oferecer, desde outubro, atendimento na Língua Brasileira de Sinais (Libras). Nas ouvidorias do GDF, o serviço é considerado pioneiro e deve facilitar o atendimento de pessoas com deficiência auditiva.

De acordo com o o chefe da Unidade Setorial da Ouvidoria da SES-DF, Marcos Paulo Lopes, “a iniciativa surgiu das demandas de atendimento, do incentivo à capacitação profissional e da busca de melhorias no atendimento da Ouvidoria, sempre com o foco no cidadão. O principal objetivo é humanizar e expandir o atendimento para toda a rede de Ouvidorias de Saúde.  A ideia é democratizar o acesso à Ouvidoria”.

Piloto

Publicidade

Ainda com restrição de atendimento às quartas e quintas-feiras, no período da manhã, na Unidade Setorial de Ouvidoria na sede da pasta (Setor de Áreas Isoladas Norte, bloco B, Asa Norte), o objetivo da SES-DF é expandir para as demais ouvidorias da saúde pública do DF.

Atendimentos

Além dos atendimentos presencial e também por meio da internet, às pessoas com deficiência auditiva, a Ouvidoria também presta atendimento à população em geral, por meio do telefone, no número 162.

Capacitação

Desde junho, a SES-DF prepara servidores da Pasta, em parceria com a Escola de Governo (Egov) do DF e com a Escola Nacional de Administração Pública (Enap), para capacitar o atendimento à população, por meio da linguagem de Libras. Desde então, segundo a pasta, 60 profissionais de saúde foram  capacitados e outros 156 estão em formação.

Legislação

Tal preparação se deu, à partir da sanção da Lei 6.300/2019, originada no Projeto de Lei 103/2019, de autoria do deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), que assegura a disponibilização de profissional apto a se comunicar em Libras nas unidades e nos órgãos da rede pública de saúde do DF que prestam atendimento à população.

O distrital considerou positiva, a iniciativa de o GDF começar a estender o atendimento em Libras, nas ouvidorias da SES-DF. “Fico extremamente feliz e orgulhoso, em ver que a Secretaria de Saúde, está levando, não só no atendimento assistencial da Saúde, mas agora também nas ouvidorias. Isso demonstra que o governo entendeu a importância de atuar de forma inclusiva ao oferecer mais esse canal de comunicação as pessoas com deficiência auditiva do DF.”.