Em entrevista coletiva, secretário de Saúde e presidente do IGESDF anunciam contratação de 2,4 mil profissionais

1662
Print Friendly, PDF & Email

Sem quantificar profissionais por categoria, presidente do IGESDF afirma que pretende impactar desfalque na pediatria

Por Kleber Karpov

O secretário de Estado de Saúde do DF (SES-DF), Osnei Okumoto, juntamente com o diretor-presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde  do DF (IGESDF), Francisco Araújo, anunciou a contratação de 2,4 mil novos profissionais de saúde para atuarem nos hospitais de Base do DF (HBDF), Regional de Santa Maria (HRSM) além das seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do DF.

Sem quantificar profissionais, por categoria, Okumoto, esclareceu que um total de 40 funções devem ser agraciadas com as contratações, de profissionais médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem.

“Nesse processo seletivo, ao serem admitidos, são 40 cargos diferentes, todos eles receberão treinamento devidos para que possam estar atuando no âmbito de cada um que escolheu. Nós temos as UPAs, o hospital de Santa Maria e o Hospital de Base, que estarão abrigando todos esses profissionais e dessa forma todos os amparos necessários para que eles possam receber, serão dados esses amparos, em benefício da população do DF.”., disse Okumoto.

Publicidade

Processo seletivo

Embora o IGESDF utilize a plataforma de serviços do site Vagas.com, a Superintendente de Desenvolvimento de Pessoas do Instituto, Valda Cezar, explicou como deve funcionar o processo de contratação dos 2,4 mil profissionais de saúde que devem ser contratados, em regime celetista.

“O processo seletivo se inicia com a inscrição no site do Instituto, depois ele passa por uma pontuação curricular por uma equipe de selecionadores do próprio Instituto, que tem equipe própria. Quando a pessoa atinge a pontuação curricular ela vai para os exames técnicos que sejam provas e outras coisas, depois ela passa por testes comportamentais. Fechando os testes comportamentais ela fica habilitada para entrevista com o gestor da área e se for o caso, está pronta para admissão em regime celetista, portanto emprego formal, dentro da legalidade.”, explicou.

Ainda de acordo com a gestora, todos os profissionais de saúde contratados, devem passar pelo crivo da Equipe de Formação Continuada, do Hospital de Base do DF (HBDF), uma vez que a unidade também funciona como um hospital escola e dispõe de uma Diretora de Ensino e Pesquisa.

Déficit de servidores

Questionado se as contratações devem substituir servidores da SES-DF, Araújo explicou que, independentemente, de eventuais transferências de profissionais estatutários, lotados no HBDF, HRSM ou das UPAs, a intenção do IGESDF é cobrir o déficit de profissionais de saúde, principalmente, de médicos pediatras, para suprir demandas da rede pública de saúde.

Investimentos

Araújo, explicou ainda que, a contratação dos novos profissionais de saúde pelo Instituto, não implica em novo aporte financeiro por parte da SES-DF ao IGESDF, além dos valores pactuados em contrato. Atualmente a Secretaria repassa mensalmente, cerca de R$ 50 milhões mensais ao Serviço Social Autônomo (SSA).

“Todo recurso que está pactuado hoje, nosso contrato de gestão da Secretaria de Saúde, por exemplo, com o Hospital de base, R$ 52 milhões, mensais, esse valor já está lá. Não está entrando recurso novo, não estamos fazendo mágica. nós estamos fazendo gestão.”, explicou Araújo.

Inscrições

As inscrições devem ser realizadas em link disponibilizado no site do IGESDF, https://site.vagas.com.br/PagEmprCust_ihb_vagas.html. As previsões de início das contratações devem acontecer, ainda neste mês.

Acompanhea a coletiva

Atualização

Correção de quantidade de vagas, anunciadas pelo presidente do IGESDF que se referiu a quase 3 mil vagas geradas, quando o correto é 2.420.

Atualizado em 14/05/2019 às 17h34