Médica contrária ao isolamento morre por coronavírus no Ceará

3260


Print Friendly, PDF & Email

Lúcia Dantas Abrantes, de 66 anos, teria contraído o vírus em uma carreata em favor da reabertura do comércio, em Fortaleza

Por Thayná Schuquel

A Secretaria Municipal de Saúde de Iguatu, no Ceará, informou que a médica Lúcia Dantas Abrantes, de 66 anos, morreu na tarde dessa sexta-feira (10/04) em decorrência do novo coronavírus. Ela era contra as medidas de isolamento social.

Publicidade

A médica chegou a ficar internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por mais de 10 dias.

Nesta semana, o estado de saúde da paciente se agravou. Lúcia chegou a ser entubada, mas não resistiu à infecção pulmonar.

Em março, participou de uma carreata contra a quarentena em Fortaleza e, ao retornar para Iguatu, apresentou sintomas da doença. Logo em seguida, foi internada e o teste para o novo coronavírus deu positivo.

Nas redes sociais, a médica minimizou a Covid-19. “Existem vírus muito mais potentes e que matam muito mais (H1N1 por exemplo) e ninguém está nem aí para eles. Por que será?”, questionou. As publicações foram apagadas após o óbito da profissional de Saúde.

Fonte: Metrópoles