Sem Orçamento, sem Censo!

18
Print Friendly, PDF & Email

Afetado com o corte no orçamento o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) teve a contagem da população brasileira comprometida e o Censo 2106 foi cancelado “em razão de contenção orçamentária”. A informação é da presidente do IBGE, Wasmália Bivar, em um comunicado interno aos funcionários intitulado, nesta Terça-Feira (24/mar), ‘Corte no Orçamento confirma impossibilidade de realização da Contagem da População em 2016’.

Em 2014 não foi diferente:

Pelo mesmo motivo o Censo de 2014 também foi cancelado, ou adiado para este ano. Na época um grupo de funcionários do IBGE chegou a fazer uma petição online, porém pouco mais de mil pessoas assinaram o documento.

Prejuízos incalculáveis

Na petição os funcionários do Instituto explicam caber ao IBGE repassar à União a contagem da população brasileira de acordo com estabelecido Lei nº 8.443 de 16 de julho de 1992. Com o cancelamento do censo os repasses do governo federal do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) podem ser comprometidos. Isso porque o IBGE deixa de se basear em dados reais e é obrigado a entregar dados estimados. Além da distorção de valores, cerca de 200 mil recenseadores deixam de ser contratados, mesmo que temporariamente, em todo país.

Publicidade

E agora José?

Para a realização do Censo é necessário se preparar cerca de 80 mil recenseadores, ao cuso de R$ 1 bilhão. Sem recursos o IBGE conta com a possibilidade de uma próxima contagem da população brasileira ocorrer apenas em 2020.

19

Comentário