‘A Cor do Som’ abre Festival Sunset Music Brazil, em 9 de agosto, no Palaphita em Cascais

Com 45 anos de carreira, grupo é vencedor do Grammy Laino 2022. Bilhetes estão à venda em https://ticketline.pt/evento/sunset-music-brazil-66042

 

O Sunset Music Brazil leva a partir de agosto ao Palaphita, em Cascais, grandes nomes da música brasileira. O projeto acontecerá mensalmente, neste que já é um dos mais  concorridos e belos espaços de Cascais, situado na Casa da Guia. Os bilhetes para a primeira edição já estão à venda em  https://ticketline.pt/evento/sunset-music-brazil-66042.

A  estreia do Festival que será no dia 9 de agosto, a partir das 18 horas, presta uma homenagem ao rock, e terá como atração principal o icónico grupo brasileiro A Cor do Som, que conquistou o Grammy Latino na categoria de melhor álbum de rock ou música alternativa em língua portuguesa com seu disco “Álbum Rosa”. As próximas atrações do Sunset Music Brasil serão Rua das Pretas, no dia 13 de setembro, e Mart’nália, no dia  11 de outubro.

Publicidade

No alinhamento do concerto, o grupo A Cor do Som vai apresentar sucessos cantados que marcaram gerações, incluídas em bandas sonoras da TV Globo e líderes de execução em rádios, como Menino Deus, Abri a Porta, Palco, Zanzibar, Zero e Magia Tropical, Swingue Menina, Beleza Pura, Semente do Amor e  Alto Astral, além de tocar êxitos instrumentais como Pororocas, Saudação à Paz e Frutificar.

“Com sua inusitada e orgânica fusão de pop, choro, trio elétrico e progressivo, A Cor do Som foi a grande surpresa da música brasileira em fins dos anos 1970, antecipando o rock que iria imperar na década seguinte. A partir do século XXI, o original som d’A Cor, que antecipava a mistura do rock com ritmos brasileiros, voltou a ser valorizado, citado como referência por muitos dos artistas “, comenta Antônio Carlos Miguel (jornalista brasileiro especializado em música), sobre o sucesso da banda.

Parcerias com Moraes Moreira e Fausto Nilo e composições feitas especialmente para A Cor do Som por Caetano Veloso (Menino Deus) e Gilberto Gil (Palco) também garantiram as altas execuções nas emissoras de rádio e TV e os shows lotados por todo o Brasil.
Além do Grammy Latino  pelo  “Álbum Rosa”, editado em 2021 nas plataformas digitais e  que acaba de ser editado também formato  vinil, A Cor do Som  coleciona outros troféus como o do Prêmios Sharp , pelo disco “A Cor do Som Ao Vivo no Circo” e o Prêmio Tim de Música, pelo trabalho “A Cor do Som Acústico”.

O galardoado grupo tem 14 discos e um DVD editados, e continua com sua formação intacta ao longo de mais de quatro décadas de carreira. Tanto em gravações como em seus shows, A Cor do Som traz participações super especiais de artistas como Caetano Veloso, Daniela Mercury, Moraes Moreira,Gilberto Gil, Roupa Nova, 14 Bis, Lulu Santos, Skank, Djavan, Paulinho Moska, Samuel Rosa e Flávio Venturini.

Composição de Cor do Som

Dadi Carvalho, o baixista e compositor reverenciado por artistas como Caetano Veloso, que compôs para ele a canção Leãozinho. Dadi é  parceiro e acompanha Os Tribalistas e Marisa Monte desde o início de suas carreiras. O músico fez parte  dos Novos Baianos em sua formação original,  ainda no começo dos anos 70, além de ter acompanhado a banda de Jorge Benjor.

Armandinho Macêdo, guitarrista, bandolinista e compositor tem mais de 55 anos de carreira e 40 discos editados. Armandinho é  filho de Osmar, um dos inventores do trio elétrico e também tornou-se referência do  Carnaval da Bahia, com sua guitarra baiana. O artista foi homenageado por Caetano Veloso com a música Armandinho e por Baden Powell com a música Um abraço no Trio Elétrico.

Mú Carvalho, é pianista, compositor e produtor musical responsável por inúmeras bandas sonoras de sucesso da TV Globo. Mú compôs canções que estouraram nas vozes do Roupa Nova como Sapato Velho e as gravadas por seu próprio grupo A Cor do Som como Semente do Amor , Magia Tropical e Alto Astral, entre outros sucessos.

Ary Dias, percussionista e compositor baiano fez parte das bandas de Gilberto Gil, Rita Lee e Jorge Benjor. O mestre da percussão, que tem discos solo e em parceria editados, influenciou artistas como o seu compadre Carlinhos Brown (com quem já dividiu o palco diversas vezes), e tocou com nomes internacionais como Toots Thielemans.

Gustavo Schroeter é baterista, que já atuou nas bandas de Zé Ramalho, Jorge Benjor e João Donato. O músico integrou também a banda “A Bolha” (The Bubbles), banda seminal do rock progressivo brasileiro.

SERVIÇO:
SUNSET MUSIC BRAZIL apresenta: A COR DO SOM
LOCAL:  Palaphita –  Casa da Guia, Cascais
DATA: Terça-feira, 09 de agosto de 2022, das  18h  às 22h30
BILHETES: (Primeiro Lote) : 15 euros , à venda em https://ticketline.pt/evento/sunset-music-brazil-66042

PRÓXIMAS ATRAÇÕES:

  • Rua das Pretas (13 de setembro)
  • Mart’nália (11 de outubro)
Artigo anteriorEm evento, Fachin rebate afirmações falsas contra o sistema eletrônico de voto
Próximo artigoSíndrome respiratória grave continua a crescer no Norte e Nordeste