Brasil contabiliza 307.112 mil óbitos, 3.650 apenas na últimas 24 horas

No acumulado dos últimos sete dias, 15.650 perderam a vida para o coronavírus

87
Print Friendly, PDF & Email

Por Kleber Karpov

Dados do Painel Conass Covid-19, do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), desta sexta-feira (26/Mar), apresentam um total de 12,4 milhões de casos registrados e 307,1 mil óbitos pelo coronavírus (Covid-19) no país.  Os números não contemplam o estado do Ceará, por estar com problemas técnicos para transmitir a consolidação de atendimentos ao longo do dia.

Somente nas últimas 24 horas, 3.650 pessoas perderam a vida, vítimas do Covid-19 e um total de 84.245 mil novos casos foram confirmados. O país segue com recordes sucessivos em número de óbitos, no decorrer da semana, com uma média móvel dos últimos sete dias de 2.400 mortes.

Publicidade
Fonte: Conass

Em sete dias

Nesse período, de acordo com o Ministério da Saúde (MS), o país registrou 15.650 falecimentos em decorrência da pandemia, na epidemiológica 11, de 14 a 20 de março. Número, que coloca o Brasil na primeira posição, no ranking global, de novos casos e em número de óbitos, como mais que o dobre do segundo colocado, os Estados Unidos, com registro de 7.147 pessoas mortas pela doença. Seguido por México (3.337), Rússia (2.921) e Itália (2.761).

Em relação ao número de casos, o país também ocupa a primeira posição, com um total de 510.901 infectados, 32% acima dos Estados Unidos, com 384.732 novos casos na mesma semana. Aparecem na lista também Índia (240.082), França (171.656) e Itália (154.493).

Nesse período, no entanto, um dado é preocupante. Enquanto nos Estados Unidos, os números de casos e de óbitos estão em queda, o Brasil acumula recordes diários, nos dois cenários.

 

 

Artigo anteriorHospital de Base do DF é referência para casos complexos de epilepsia
Próximo artigoCovid-19: MPDFT recomenda que doses de vacinas disponíveis nos frascos abertos sejam direcionadas