Em nota, Cofen determina que o preparo da vacina seja feito em companhia do paciente

63
Print Friendly, PDF & Email

Em nota publicada na última segunda-feira (22/02), o Conselho Federal de Enfermagem determinou que o processo de preparação para a aplicação da vacina contra a COVID-19 seja realizado na presença do paciente que será imunizado.A determinação visa prevenir novos casos de falsa aplicação do imunizante.

A coordenadora da Câmara Técnica de Atenção à Saúde do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Viviane Camargo orienta que as pessoas acompanhem todo o procedimento: “Desde a aspiração do frasco do imunizante, depois, o líquido dentro das seringas, até o procedimento final, quando as seringas devem estar vazias e a pessoa, de fato, recebeu a dose da vacina”, ponderou.

O Cofen também garante que o paciente ou acompanhante pode fotografar ou filmar a vacinação, mas caso identifique o profissional aplicador é necessário autorização dada pelo mesmo.

Vale ressaltar que caso o paciente perceba que a imunização não foi realizada de forma correta, pode seguir com a denúncia ao conselho de enfermagem do estado e até ao Ministério Público.

A diretora do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate), Josy Jacob ressalta: “Essa medida adotada pelo Cofen é uma medida que visa respaldar os profissionais que estão atuando na vacinação e ao mesmo tempo tende a sanar com as críticas que desonram a imagem desses trabalhadores.”