Jorge Vianna comemora lançamento de Plano de Saúde aguardado há mais de 20 anos

190

Print Friendly, PDF & Email

O deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), esteve presente na solenidade desta manhã (28/10), de lançamento do Plano de Saúde exclusivo para os servidores públicos do DF, denominado GDF Saúde, que tem por objetivo tirar a sobrecarga da rede pública e oferecer um plano de saúde para até 500 mil pessoas, entre servidores e seus familiares.

A princípio, o GDF Saúde será apenas ambulatorial e hospitalar com obstetrícia. As adesões serão fracionadas nesse primeiro momento, no mês de novembro, para os servidores da Secretaria de Saúde, em dezembro, servidores da Secretaria de Educação e em janeiro as demais secretarias e convênios.

Custeio do Plano

Está estabelecido através do recebimento de 1,5% total da folha dos servidores do GDF, bem como, do pagamento das mensalidades da participação dos servidores titulares, que corresponde a 4% da renda bruta e dos dependentes, que corresponde a 1% da renda bruta do servidor. E a coparticipação será dividida em 30% ambulatorial e 5% hospitalar.

Publicidade

Absenteísmo no serviço público

“O absenteísmo no serviço público existe, assim como em qualquer outro serviço. E muito se dá pela demora no atendimento. Não fazendo crítica, tão somente ao sistema público de saúde, porque até no serviço privado, também temos deficiência em algumas especialidades, o que faz com que esse absenteísmo cresça ainda mais. Quando você investe em um plano de saúde para o servidor, você terá a certeza que ele vai e retorna mais rápido para atender a população que necessita. Teremos mais saúde e teremos um retorno mais rápido do profissional e com isso o absenteísmo cairá”, apontou Vianna.

Há mais de 20 anos os servidores aguardam a oportunidade de ter um plano de saúde, e hoje a comemoração é dupla, pelo Dia do Servidor e por mais esta conquista que já era uma reivindicação antiga de todos nós.

 

FONTEJorge Vianna
Artigo anteriorTSE recebe mais de mil denúncias de disparo em massa no WhatsApp
Próximo artigoJorge Vianna comemora revogação de decreto por Bolsonaro que poderia comprometer o SUS