Leandro Grass reforça sobre necessidade de CPI após prisão de secretário da Saúde: “É urgente!”

69
Print Friendly, PDF & Email

O deputado distrital Leandro Grass (Rede) reforçou sobre a necessidade da instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as irregularidades cometidas por membros do Poder Executivo no combate à pandemia do coronavírus. A prisão, nesta terça-feira (25), do Secretário de Saúde do DF, Francisco Araújo, foi um dos principais motivos para que Grass levantasse mais uma vez o assunto.

O pedido de abertura de CPI havia sido protocolado no dia 6 de julho na CLDF e, desde então, o deputado vem reforçando constantemente sobre a necessidade da instalação. Contudo, Grass já vinha apontando para as irregularidades e atos suspeitos cometidos por integrantes do governo nas primeiras semanas da crise sanitária.

“Estou há meses denunciando esses atos do governo. Tem irregularidade na compra de testes rápidos, licitação de UTI suspeita, desvio de respiradores, falta de transparência em divulgação de dados, falta de insumos nos hospitais. Basta uma consulta ao Tribunal de Contas ou ao Ministério Público e será possível ver o número de vezes que entrei com representações”, relembrou o deputado.

O pedido de abertura de CPI apresentado por Grass ganhou, a princípio, o apoio de oito deputados distritais. A CPI da Pandemia depende da autorização da Mesa Diretora da CLDF para sua instalação. “O DF foi o primeiro no Brasil a ter o titular da pasta preso. Acredito que não tem mais como evitar que essa CPI seja instalada. É urgente!”, ressaltou Grass.