Distritais elogiam disposição do governo de rever reajuste para PMs e bombeiros

132


Print Friendly, PDF & Email
O deputado Hermeto (MDB) trouxe o tema ao plenário ao anunciar que o governador solicitou o retorno do texto, para recalcular o reajuste

Por Denise Caputo

A proposta apresentada pelo governo do Distrito Federal à presidência da República, tratando do aumento salarial para a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros Militar do DF, repercutiu no plenário da Câmara Legislativa na sessão desta terça-feira (26). Um dos deputados a comentar o assunto, o deputado Hermeto (MDB) anunciou que o governador Ibaneis Rocha solicitou o retorno do texto, para recalcular o reajuste. Assim como ele, outros dois colegas, Roosevelt Vilela (PSB) e Delegado Fernando Fernandes (Pros), comemoraram a decisão.

“Quero demonstrar meu respeito ao governador por atender a um anseio da categoria”, afirmou Vilela, que é bombeiro de carreira. Pouco antes, o parlamentar havia explicado os motivos pelos quais a proposta do GDF desagradava os envolvidos: “O projeto foi feito a portas fechadas, sem a participação da categoria. E traz, na verdade, uma redução nos rendimentos”. Conforme explicou, o problema inicial do texto é a transformação do auxílio moradia, de natureza indenizatória, num tipo de gratificação, o que implicaria  tributação de 27,5%.

“Parabenizo o governo por rever a proposta, de forma a discutir melhor com os trabalhadores”, elogiou Fernando Fernandes em seu primeiro pronunciamento após retomar o mandato. Ele ainda disse estar feliz por retornar à Casa num momento em que devem ser votados projetos como o do Conselho de Segurança.

Fonte: CLDF

Publicidade