Deputado Jorge Vianna destina emenda da LDO para criação do plano de carreira de técnicos em enfermagem

191


Print Friendly, PDF & Email

Por Rayane Fernandes

Reivindicação antiga do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF), o plano que cria a carreira do auxiliar e técnico em enfermagem ganhou força e tem mais chance de ser implementado. Isso porque o deputado Jorge Vianna (Podemos) fez uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020, aprovada pela Câmara Legislativa do DF, que destina R$ 49,7 milhões para a reestruturação da carreira. A medida deve contemplar cerca de 19 mil profissionais. Agora, caberá ao Poder Executivo dar andamento ao projeto.

Para o presidente do Sindate, João Cardoso, o plano de carreira para os técnicos é de suma importância para garantir mais autonomia dentro da profissão. “As categorias que têm um plano de carreira específico possuem mais facilidade para pleitear vantagens e diferenciais. Hoje, por estarmos dentro de uma carreira que também conta com outras categorias, o que é determinado para uma, é determinado também para as outras. No entanto, as necessidades são diferentes e específicas e precisamos dessa separação”, avaliou.

Os auxiliares e técnicos em enfermagem fazem parte, atualmente, da carreira de Assistência Pública à Saúde, prevista na Lei nº 3320/2004, e que contempla diversas profissões como, por exemplo, os técnicos de laboratório, de radiologia, de saúde bucal, Auxiliar Operacional de Serviços Diretos (AOSD), ascensorista, agente de portaria, entre outros.

Presidente do Sindate, João Cardoso.

Sobre a emenda do deputado Jorge Vianna, João Cardoso afirmou que será fundamental para que o governo melhore as condições da categoria. “Tudo o que queremos fazer, o governo esbarra na questão do gasto. Então, a emenda vem no sentido de suprir alguma necessidade orçamentária que possa surgir. Não haverá mais motivo para não criar a nossa carreira”, comentou.

Publicidade

Assim que iniciou o novo governo, o Sindate entregou ao governador, Ibaneis Rocha, e ao secretário de Saúde, Osnei Okumoto, as reivindicações da categoria. Entre elas, a reestruturação da carreira dos técnicos. Agora, com a emenda, o sindicato espera que o governo contemple os profissionais.

Concurso

Além do plano de carreira, Vianna também destinou R$ 5,8 milhões na LDO para a realização de concurso público para auxiliar e técnico em enfermagem. “Apesar de ser a maior categoria da saúde, os profissionais estão sobrecarregados e precisam de ajuda para que o trabalho seja cumprido com qualidade e seguindo as normas legais”, disse João Cardoso. “A contratação de novos profissionais contribuiria bastante para a melhor distribuição do trabalho”, concluiu.

Fonte: Sindate-DF