Marielle: Relator recomenda arquivar processo contra Fraga por postagens em redes sociais

162
Print Friendly, PDF & Email

O deputado Adison Sachetti, do PRB, votou pelo não recebimento da representação por quebra de decoro parlamentar contra o deputado Alberto Fraga, do Democratas.

A representação foi feita pelo Psol e defende que Fraga seja investigado por publicar em suas redes sociais notícias falsas sobre a vereadora Marielle Franco, assassinada em março no Rio de Janeiro.

Em seu relatório, Sachetti argumentou que ao fazer a postagem, o deputado estava protegido pela imunidade parlamentar e por isso não poderia ter ocorrido quebra de decoro parlamentar.

Publicidade

A defesa de Alberto Fraga argumentou que ele foi induzido ao erro e também é vítima das notícias falsas. Além disso, apagou a postagem e se retratou publicamente em entrevista na televisão.

O deputado Pompeu de Matos, do PDT, pediu vista do relatório. A votação sobre o arquivamento ou não do caso deve ocorrer na próxima semana.

Ele argumentou que Fraga teria se explicado, mas não fez uma retratação de acordo com os parâmetros legais para isso.

Fonte: Agência Brasil

Artigo anteriorCelina Leão participa de reunião com caminhoneiros na Câmara Federal
Próximo artigoPrezado Leitor, matéria sobre a morte do recém-nascido, Vitor Hugo, foi retirada por determinação Judicial em ação movida por Rodrigo Rollemberg