Caixa de Pandora 003

29
Print Friendly, PDF & Email

Briga de Titãns no Buriti 

Aos poucos a poeira deve baixar em relação as administrações regionais. Mas não sem antes de algumas manifestações e de ter ocorrido um bate-boca entre o chefe da Casa Civil, Helio Doyle e o chefe de gabinete do governador, Rômulo Neves no início da semana. O pivô da discussão? O senador Cristovam Buarque. Qualquer relação com a divisão administrativa da Região Administrativa de Ceilândia é mera coincidência.

Não foi nomeado, mas está na ativa?

Denúncia de fonte que não quis se identificar deixa claro que mesmo não sendo nomeado, para secretaria-adjunta, que um cardiologista, Ivan Castetlli está na ativa na Secretaria de Estado de Saúde (SES-DF). Segundo o denunciante: “Ivan está todos os dias no gabinete da SES, direcionando pagamentos.”. Ao que tudo indica, devem acontecer muitas mudanças na SES-DF, nos próximos dias.

Máfia dos sanguessugas estão voltando para a SES-DF?

Publicidade

Devem ocorrer ainda mudanças em áreas importantes da Secretaria de Estado de Saúde do DF. É aguardado exonerações na Diretoria de Contabilidade, Orçamento e Finanças (Dicof), no Fundo de Saúde (FS), na Subsecretaria Administrativa Geral (SUAG) e ainda na Subsecretaria de Atenção à Saúde (SAS).

Mas o que assusta é o nome cotado para assumir o FS, que figurou na máfia dos Sanguessugas e chegou a ser multado pelo Tribunal de Contas do DF, por esse motivo. O mais agravante é quem está fazendo a indicação. Haja coração!

Contrato Emergencial na SES-DF

Lavanderia de um médico importante e conhecido no DF pode ganhar contrato emergencial. Alguém se arrisca a dizer o nome?

Médicos saem da ativa para áreas administrativas?

Ao que tudo indica o secretário de Estado de Saúde, João Batista, deve tirar 25 médicos que atendem nas unidades de saúde para atender em áreas administrativas. A Saúde está sob decreto de Estado de Emergência e um dos motivos é a falta de médico. O que parece que não deve impedir a transferência de uma médica neonatologista do Hospital Materno Infantil (HMIB) para assumir a ouvidoria ou de uma pediatra para assumir as horas-extras da SES. Não seria melhor um especialista ou técnico da área administrativa fazer esse trabalho, em uma época que a carência de profissional é tanta que há bombeiros militares são requisitados pela Secretaria para servir de padioleiros?

Somos incompetentes governador?

Há servidores da Secretaria de Saúde fazendo um justo questionamento: será que somos incompetentes? Isso porque o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), está feliz por fechar acordo de cooperação técnica com o Ministério da Saúde que não prevê repasse de recursos à SES-DF e sim a disponibilização de técnicos para ajudar a reestruturar a saúde pública do DF. A mensagem ‘implícita’ de desprezo ficou patente. Isso porque os servidores da saúde pública do DF fazem milagres e são referências nacionais em alguns serviços.

25

Comentário