Plano de Saúde do DF será descentralizado e regionalizado

30
Print Friendly, PDF & Email

Documento será alinhado a previsão orçamentária do Plano Plurianual (PPA)

Por Ailane Silva

O secretário de Saúde, João Batista de Sousa, se reuniu com os subsecretários e gestores de todas as áreas, neste sábado (25), para discutir a elaboração do Plano de Saúde do Distrito Federal. O documento estabelece o plano de trabalho que deve ser executado pelos próximos quatro anos, de acordo com os eixos “Modelo de Atenção”, “Modelo de Gestão” e “Infraestrutura e logística”.

Neste ano, a intenção da pasta é produzir o Plano de Saúde alinhado ao Plano Plurianual (PPA), que traz detalhes da execução orçamentária e também vale por quatro anos. Além disso, a elaboração será feita em conjunto com os gestores, já que o conhecimento de cada área é indispensável para estabelecer as ações.

“Queremos tornar o plano mais estratégico. O documento poderia ser feito dentro da própria Subsecretaria [de Planejamento], como era feito anteriormente. Mas o planejamento só vai ter robustez e representar o que realmente precisamos fazer se for elaborado com a participação dos dirigentes, que conhecem com mais detalhes o que cada área necessita”, enfatizou João Batista.

Publicidade

Outra decisão foi planejar as ações de maneira regionalizada e descentralizada, já que cada cidade possui características diferentes.

“Quem tem planejamento sabe para onde ir, porque cria estratégias de enfrentamento dos problemas. Todo resultado positivo ou negativo é consequência do planejamento, que deve ser bem elaborado e respeitar as especificidades de cada localidade”, complementou o secretário adjunto, José Rubens Iglesias.

Serão quatro encontros para debater os eixos, as diretrizes e objetivos estratégicos, sendo que os objetivos foram o foco da reunião deste sábado.

DOCUMENTO – O Plano de Saúde, em seu eixo Modelo de Atenção, tem como diretrizes a organização, implementação e expansão das redes de atenção à saúde para ampliação do acesso e da assistência com qualidade.Um dos objetivos estratégicos, por exemplo, é a consolidação e expansão da Rede Cegonha e da rede de urgência e emergência, com expansão das Salas Vermelhas.

Outras diretrizes são o desenvolvimento de políticas públicas visando ao fortalecimento da saúde da população em todos os ciclos de vida; e ampliação e qualificação das ações de promoção e vigilância em saúde para redução, prevenção e eliminação dos riscos e agravos à saúde da população.

Já o eixo Modelo de Gestão tem como diretrizes a implementação da regionalização dos serviços de saúde visando à descentralização da gestão para aumento da efetividade no sistema de saúde do DF e Entorno; qualificação da gestão em saúde; fortalecimento das práticas de gestão do trabalho e educação em saúde para valorização e qualificação dos servidores; entre outros.

O terceiro eixo Infraestrutura e Logística prevê a promoção de pesquisas e estudos para atualização e incorporação de novas tecnologias em saúde.

Fonte: Agência de Saúde

0

Comentário