Força-tarefa fiscaliza HRSam e constata abastecimento de EPIs

272
Print Friendly, PDF & Email

Fiscalização verificou as condições de trabalho e segurança dos profissionais da unidade

Por Leandro Cipriano

As condições de trabalho e de segurança dos profissionais de Enfermagem que atuam no combate ao coronavírus no Hospital Regional de Samambaia (HRSam) tiveram um saldo positivo, após a fiscalização realizada na unidade por um comitê formado por órgãos de controle e outras entidades.

A força-tarefa era composta pelo Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren-DF), SindEnfermeiros, Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF), Conselho de Saúde do DF e Conselho Regional de Saúde de Brasília.

O grupo inspecionou o hospital, o fluxo de atendimentos, a disponibilidade de equipamentos de proteção individual (EPis) e o dimensionamento da equipe de Enfermagem no atendimento as pessoas com Covid-19. Apesar do HRSam não ser referência para os casos de coronavírus no DF, recebe constantemente pacientes suspeitos que testam positivo, os encaminhando para outros hospitais.

“Eles visitaram o HRSam e constataram, entre outras coisas, que aqui tem o fornecimento regular de EPIs para os servidores. O respaldo deles é importante e fundamental para o bom funcionamento do serviço e para fazermos nosso trabalho de forma mais tranquila. Nossa busca é pela segurança do profissional”, afirmou o diretor do HRSam, Luciano Gomes.

Segundo o gerente de Enfermagem do hospital, Bruno Assis, os representantes do comitê também visitaram a estrutura física da UTI e do pronto-socorro, fizeram sugestões com relação ao fluxo de pacientes e conferiram o circuito de treinamentos dos profissionais de saúde.

“A força-tarefa viu que estamos dando treinamento adequado e que temos nos organizado para manter os profissionais sempre atualizados em relação aos atendimentos a Covid-19, conforme a demanda. E o feed back positivo do comitê mostra que as coisas estão organizadas, além de ser uma prestação de contas para a sociedade”, informou o gestor.

Equipe

Além disso, o gerente ressaltou que foi implementado um grupo focal dentro do HRSam, voltado a capacitar e acompanhar os servidores. A equipe é composta por seis enfermeiros voluntários, treinados por ele.

“Vamos diariamente em todos os setores para dar treinamento, tirar dúvidas e acolher o profissional. Temos nos esforçado todos os dias para cumprir com as demandas e atender as normas necessárias”, comentou Bruno Assis.

Fonte: Agência Saúde DF