Nomeados mais de 90 servidores para Sistema Socioeducativo do DF

125


Print Friendly, PDF & Email

A equipe de atendimento socioeducativo do DF ganhou mais um reforço. Foram publicadas, nesta sexta-feira (29), as nomeações de mais 92 servidores aprovados em concurso público para trabalhar na Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) no processo de ressocialização dos adolescentes. São 69 agentes, 11 técnicos, além de 12 especialistas nas áreas de psicologia, serviço social, educação física, direito e administração. Desde o início do ano já foram mais de 200 nomeações de aprovados no concurso da antiga Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, que na atual gestão foi incorporada à estrutura da Sejus.

“Estamos cumprindo o compromisso assumido no início dessa gestão que é fortalecer o sistema socioeducativo do DF. Estas nomeações são essenciais para garantir a realização das atividades de socioeducação nas unidades que prestam atendimento aos adolescentes autores de atos infracionais”, explicou o secretário da Sejus, Gustavo Rocha.

Está é a última etapa de nomeações do concurso realizado em 2015. No total, já foram convocados 734 aprovados. Nesta convocação foram incluídas as nomeações para as vacâncias, ou seja, para preencher os cargos que estavam vagos.

Socioeducativo

A Sejus coordena as políticas para ressocialização dos adolescentes em conflito com a lei no DF. Na sua estrutura, a Subsecretaria do Sistema Socioeducativo (Subsis) é a área responsável pela administração geral das 29 unidades orgânicas de atendimento aos adolescentes, sendo 8 de internação, 6 de semiliberdade e 15 de prestação de serviços à comunidade e liberdade assistida. Também tem a atribuição de planejar, coordenar, executar e avaliar programas, projetos e atividades de medidas socioeducativas.

Publicidade

Fonte: SEJUS