Sindate-DF: GATA será incorporada no início de 2020

417


Print Friendly, PDF & Email

Por Rayane Fernandes

Janeiro de 2020. Essa foi a data marcada pelo governador Ibaneis Rocha para a incorporação da Gratificação de Atividade Técnico-Administrativa (GATA). O anúncio foi feito durante reunião com o deputado distrital Jorge Vianna (Podemos), nesta terça-feira (15), no Palácio do Buriti. Também participaram do encontro o secretário de Fazenda, André Clemente, e o chefe da Casa Civil, Valdetário Monteiro.

Em vídeo ao vivo pelo Facebook, o deputado Jorge Vianna afirmou que foi uma vitória apresentar dados ao governador de forma tranquila e mostrar que a GATA não se trata de reajuste, mas sim de justiça. “Fizemos um estudo com todas as carreiras e leis que foram alteradas. A nossa carreira de Assistência Pública à Saúde foi alterada apenas para os servidores especialistas. Dessa forma, a gratificação foi retirada em 2014 e criou-se um pequeno reajuste para esses profissionais. Mas, o grupo de nível médio não teve reajuste e continuou com a incorporação da GATA”, explicou. “Então, os profissionais de nível médio não tiveram nenhum tipo de reajuste à época. Eu expliquei isso ao governador, mostrei todas as leis de reestruturação de carreiras e ele entendeu que realmente houve uma injustiça com a os profissionais de nível médio”, disse.

“Estou nesse mandato para conseguir algo de concreto para os trabalhadores da saúde e para o povo. O maior desafio da minha vida é fazer política para agregar, conseguir coisas. Tenham fé e confiem em mim. Não vou vender meu mandato, minha vida, minha história, só pra ser deputado. Estou aqui para fazer algo de concreto”, completou o deputado.

Publicidade

Já o diretor Newton Batista, do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF) comentou sobre a importância da incorporação da gratificação. “O mais difícil nós conseguimos, que foi convencer o governador de que a GATA não se trata de reajuste. Tentamos diversas vezes colocar na cabeça dos secretários de Saúde, de Fazenda, que GATA não é reajuste. Enquanto não for incorporada, a gente fica engessado em discutir a inflação. É importante nos conscientizarmos de que a incorporação para o início do ano nos traz boas perspectivas, coisas que não tivemos de governos anteriores, com uma data específica”, continuou. “Esperamos agora que o governador mantenha essa palavra de pagamento”, finalizou.

Plano de carreira 

Outra novidade para os auxiliares e técnicos em enfermagem foi com relação à criação do plano de carreira. De acordo com o deputado, o projeto já teve parecer favorável da Secretaria de Saúde e está sendo encaminhado para a Casa Civil, que deve encaminhar para a Câmara Legislativa. “Fiz um pedido especial ao governador, que eu gostaria que ele encaminhasse o projeto ainda esse mês, que é o mês de aniversário do servidor público”, disse.

Por fim, o diretor Newton Batista, do Sindate-DF, agradeceu o apoio do deputado nessa luta que se arrasta há anos. “Foram inúmeras visitas a esse gabinete para que a gente pudesse conversar sobre a incorporação da GATA e plano de carreira. Então, em nome do Sindate e dos auxiliares e técnicos em enfermagem, quero agradecer”, finalizou.

Fonte: Sindate-DF