Jorge Vianna preside sessão solene, na CLDF, em homenagem aos 14 anos do SAMU-DF

88


Print Friendly, PDF & Email

Instituição comemora 14 anos de atuação em 24 de agosto

Por Kleber Karpov

Na manhã desta sexta-feira (16), o deputado distrital, Jorge Vianna presidiu sessão solene da Câmara Legislativa do DF (CLDF), em comemoração aos 14 anos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU-DF). Na ocasião, profissionais da unidade recordaram a implantação do serviço no DF e, em uma homenagem especial, uma usuária destacou a importância do SAMU.

Na abertura da sessão, Vianna lembrou a importância da atuação dos profissionais do SAMU, composta de médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, condutores, entre outros profissionais.

“Salvar vidas no hospital é mais fácil; estar na rua, pensar como atuar nas mais diversas situações, avaliar a cena e tomar decisões rápidas, isso exige treinamento diferenciado e gostar muito do que se faz”, afirmou. Vestindo o uniforme azul do Samu, o distrital completou: “Trabalhar no Samu é por amor, essa é a nossa segunda pele. E cada vida que se salva tem de ser festejada”, disse.

Publicidade

Dados

Durante a sessão solene, o diretor do SAMU-DF, o médico Alexandre Garcia, que também atua no Corpo de Bombeiros do DF (CBMDF), lembrou que o serviço no DF, faz média de 275 mil regulações anualmente e, aproximadamente, um milhão de ligações atendidas. Garcia observou que o CBMDF, por exemplo, faz cerca de 40 mil atendimentos.

O Coordenador-Geral de Urgência do Ministério da Saúde, Marcelo Oliveira Barbosa, por sua vez, informou que o governo federal investiu R$1.1 bilhão no atendimento do SAMU, em todo o país. Isso com um total de 3.600 ambulâncias habilitadas.

“Esse SAMU atende 84% da cobertura populacional do país.”. Ainda de acordo com Barbosa, há a estimativa, de até o fim desse ano, se concluir 100% da frota desse serviço no Brasil.

Homenagem

Luana Ágata faz relato sobre importância do SAMU no salvamento da filha de um ano- Foto: Wilter Moreira

Durante a sessão solene, Vianna fez uma homenagem especial aos presentes, ao exibir um vídeo e apresentar o relato presencial de Luana Ágata, mãe da pequena Alice, que se afogou em um balde com água, com um ano de idade.

“Se não fosse o atendimento deles, talvez minha filha não estivesse aqui. Todo ano, eu comemoro seu aniversário de renascimento na base do SAMU”, disse Luana.

Confira a sessão solene

Fonte: Jorge Vianna