18.5 C
Brasília
20 jun 2024 01:56


Novos sorrisos para as mulheres vítimas de violência doméstica

Projeto social oferece tratamento dentário gratuito e cursos de qualificação para as mulheres de todo o DF

Mulheres vítimas de violência doméstica vêm tendo suas vidas transformadas pelo programa Reconstruindo Sorrisos, que oferece tratamento dentário gratuito e cursos de capacitação profissionalizantes para aquelas que tiverem seus dentes quebrados pelos agressores. O atendimento é realizado em uma carreta equipada, e está estacionada em frente à Casa da Mulher Brasileira (CMB), em Ceilândia, até esta sexta-feira (10).

“Cada uma de nós sabe como a reconstrução e o cuidado recebido são fundamentais para a autoestima. E o que representa na vida de cada mulher ter o seu sorriso restabelecido, significa seguir a diante e recomeçar”

Giselle Ferreira
secretária da Mulher

No programa, realizado pelo instituto OMNI e Ministério das Mulheres, os atendimentos são realizados apenas por dentistas mulheres e é oferecido para a população de baixa renda. Após realizarem as inscrições pelo site reconstruindosorrisos.com.br, ou presencialmente, é necessário apresentar boletim de ocorrência ou comprovante de entrada nos hospitais após ter sofrido as agressões.

Para a secretária da Mulher, Giselle Ferreira, o programa é de suma importância para todas que sofreram agressões. “Cada uma de nós sabe como a reconstrução e o cuidado recebido são fundamentais para a autoestima. E o que representa na vida de cada mulher ter o seu sorriso restabelecido. Significa seguir adiante e recomeçar.”

Programa Reconstruindo Sorrisos oferece tratamento dentário gratuito e cursos de capacitação profissionalizantes para mulheres vítimas de violência doméstica que tiveram seus dentes quebrados pelos agressores | Foto: Vinicius de Melo/SMDF

Adriana Caetano é uma das usuárias da Casa da Mulher Brasileira (CMB), que teve os seus dentes danificados por ter sofrido violência doméstica familiar. “Eu dei um grito de socorro e a casa me acolheu e me acolhe até hoje. Só tenho que agradecer. Hoje, já recebi a prótese para os meus dentes, estou com sorriso renovado”, declara Adriana.

Vinda de Minas Gerais, Patrícia Aparecida da Silva tem 52 anos, três filhos, e fugiu devido às inúmeras agressões cometidas pelo seu ex-marido. Ela veio para Brasília em busca de ajuda. “No interior de Minas eu não tinha muito apoio. Quando eu denunciava, ele era preso, mas logo em seguida ficava solto. Ele me impedia de sair de casa. Quando eu cheguei aqui, minha mente abriu e procurei saber mais informações sobre o assunto. Hoje eu estou arrumando os dentes e me sinto segura, abraçada por fazer parte da Casa da Mulher Brasileira”, relata.

Disque-denúncia de violência contra a mulher

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP) disponibiliza canais de atendimento 24h. Os registros de ocorrências e denúncias podem ser feitos pelos seguintes números:
Telefone 197
Telefone 190
E-mail: [email protected]

Delegacia Eletrônica

WhatsApp: (61) 9 8626-1197
No DF existem duas delegacias especializadas em atendimento à mulher (Deam), na Asa Sul e em Ceilândia, mas os casos podem ser registrados em qualquer unidade.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever