Chico Vigilante reclama de demissões de garis terceirizados no DF

122
Print Friendly, PDF & Email

Por Luís Cláudio Alves

O deputado Chico Vigilante (PT) aproveitou a sessão ordinária da Câmara Legislativa desta quarta-feira (2) para criticar o tratamento do GDF com os garis contratados por empresas terceirizadas. Vigilante afirmou que o modelo de contratação utilizado pelo governo resultou na demissão de 300 garis. O distrital explicou que o edital de contratação elimina 10% do quadro de pessoal das empresas terceirizadas.

Na avaliação do parlamentar, o DF é o único governo do Brasil “que parece que tem prazer em demitir trabalhadores”. Segundo ele, por causa disso, “o DF é a unidade com o maior índice de desemprego do País”. Vigilante anunciou que realizará uma audiência pública para discutir a situação dos garis nos próximos dias.

Administradores

Outro assunto abordado pelo deputado Chico Vigilante foi o veto do governador Rodrigo Rollemberg a projeto de sua autoria que estabelece normas para a escolha democrática dos administradores regionais das cidades do DF. O deputado informou que a bancada do PT fechou questão e não votará nenhuma proposta do GDF até a derrubada do veto.

Publicidade

Para Vigilante, a lei vetada é reclamada e exigida pela sociedade e pelo Tribunal de Justiça. Ele também criticou proposta semelhante encaminhada pelo governador, depois do veto, classificada como “um monstrengo”. “A derrubada deste veto é o restabelecimento do poder desta Casa. O governo não pode vetar um projeto e depois mandar para esta Casa uma proposta piorada”, lamentou.

Fonte: CLDF