Cerca de 160 mil crianças precisam se vacinar contra a covid-19

Há 87 pontos de imunização destinados ao público de 5 a 11 anos. Secretaria de Saúde alerta para registro de casos graves na faixa etária

Dos cerca de 267 mil meninos e meninas de 5 a 11 anos no DF, 117 mil ainda não receberam a primeira dose dos imunizantes

Iniciada no Distrito Federal em 16 de janeiro, a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19 ainda não atingiu a cobertura necessária para proteger esse público. Dos cerca de 267 mil meninos e meninas dessa faixa etária, 117 mil não receberam a primeira dose dos imunizantes. Outros 43 mil estão com a segunda dose em atraso.

Confira lista completa dos locais de vacinação contra covid-19 para crianças de 5 a 11 anos.

Crianças de 6 a 11 anos recebem a CoronaVac, com intervalo entre as doses de 28 dias. Já as crianças imunossuprimidas ou com 5 anos recebem a Pfizer pediátrica, com intervalo de 21 dias entre a primeira e a segunda doses. Em caso de atraso, é possível voltar a uma unidade de saúde para completar o esquema vacinal.

Publicidade

A chefe substituta da Rede de Frio Central, Karine Castro, informa que há doses suficientes nas 87 unidades básicas de saúde onde esse público é atendido na campanha de vacinação. “As famílias podem aproveitar o período de férias para atualizar os cartões de vacinação”, sugere.

O diretor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Fabiano dos Anjos, ressalta que, só neste ano, o DF registrou 62 casos de internações de pacientes de 5 a 11 anos por conta da covid-19. “Os dados evidenciam o acometimento de crianças, inclusive com gravidade. A proteção contra a covid-19 só é conferida por meio da vacinação”, afirma.

Fabiano dos Anjos lembra ainda a importância da segunda dose. “O esquema vacinal incompleto, além de não proteger as crianças, possibilita inclusive que o vírus, ao ter contato com o organismo, desenvolva mutações, criando assim capacidade de driblar o sistema imunológico”, explica.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorAnestesista é preso por estuprar grávida durante parto cesariano
Próximo artigoEndometriose: entenda o que é e qual o tratamento