Anestesista é preso por estuprar grávida durante parto cesariano

Giovanni Bezerra foi denunciado por funcionárias do Hospital da Mulher da Baixada Fluminense

Por Kleber Karpov

O médico anestesista, Giovanni Quintella Bezerra, 33 anos,  foi preso em flagrante, pela Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (RJ), na madrugada desta segunda-feira (11/Jun),  por estupro, Hospital da Mulher Heloneida Studart de Vilar dos Teles, em São João de Meriti. A vítima foi uma paciente, dopada, durante realização um parto cesariano. Caso esse filmado por enfermeiras que suspeitavam das atitudes do médico.

As enfermeiras resolveram registrar os movimentos de Beleza, após o anestesista participar de outros procedimentos cirúrgicos obstétricos. Antes das filmagens as profissionais de saúde observaram comportamentos suspeitos, por parte do anestesista, além de perceberem que as grávidas receberam doses altas de sedativo.

Publicidade

Prisão em Flagrante

Fot: Rede Social

Denunciado e com as filmagens, Bezerra foi preso em flagrante, ocasião em que tomou conhecimento que o ato havia sido filmado dentro do centro cirúrgico. Se condenado, o anestesista deve cumprir pena, de oito a 15 anos, de prisão, por estupro de vulnerável.

Confira os vídeos da prisão


Crédito: Metrópoles

Crédito: Super Rádio Tupi

Repúdio

Bezerra recebeu, em 2 de abril, o diploma da condição de membro ativo da Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA). Nas redes sociais e sites de entidades médicas e de anestesiologia, até o momento da publicação da matéria, nenhuma entidade se manifestou sobre a conduta do anestesista.

Artigo anteriorServidores de Educação do DF podem concorrer a 48 bolsas de estudo
Próximo artigoCerca de 160 mil crianças precisam se vacinar contra a covid-19