Gilney Guerra pretende reforçar luta da Enfermagem e dos profissionais de saúde na Câmara Federal

“A Enfermagem Brasileira merece o Melhor” é o lema que reflete a luta de Gilney Guerra para defender interesses da enfermagem, dos profissionais de saúde e usuários do Sistema Único de Saúde do DF

Por Kleber Karpov

Com avanços relevantes à Enfermagem brasileira, na luta para a criação do piso salarial da categoria, ou ainda a redução da carga horária para 30 horas semanais, o Distrito Federal lançou recentemente, um nome de peso para disputar uma das oito vagas da Câmara Federal, o professor, enfermeiro e diretor do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Gilney Guerra (AVANTE).

Ao contrário de pseudos-defensores que se lançam candidatos sob ‘respaldo’ de políticos influentes, Guerra está sempre na linha de frente para defender os interesses da categoria de enfermagem.

Publicidade

Não por outro motivo o agora diretor do Cofen, que atua, desde a formação de acadêmica de profissionais de saúde, Guerra também atuou na assistência da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), foi diretor do Conselho Regional de Enfermagem do DF (Coren-DF).

No currículo, Guerra traz o suor de centenas de fiscalizações, mobilizações e articulações políticas, a exemplo das últimas intervenções e manifestações protagonizadas, no DF, por entidades sindicais, a exemplo do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (Sindate-DF), e pelo deputado distrital, Jorge Viana (PSD). Isso para se tentar garantir a aprovação de Projeto de Lei  (PL) 2.564/2020, que institui o piso salarial, ou ainda o PL 2.295/2000, que trata da redução da carga horária de 40 para 30 horas semanais da categoria.

Artigo anteriorBRB bate recorde na concessão de crédito imobiliário no 1º semestre do ano
Próximo artigoVacina BCG com uso racional após orientação do Ministério da Saúde