DF Sem Miséria: gestão de Ibaneis garante auxílio a 70.777 famílias

No total, R$ 7.475.840,00 foram pagos neste mês de junho pelo programa de transferência de renda do governo do Distrito Federal

51

Print Friendly, PDF & Email

As 70.777 famílias assistidas pelo programa DF Sem Miséria já podem realizar nesta sexta-feira (18) o saque do benefício. A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) repassou para a Caixa Econômica Federal, responsável bancária pelo auxílio, R$ 7.475.840,00 correspondente a folha de pagamento do benefício de transferência de renda do mês de junho.

“É muito bom saber que todo mês tem esse benefício para garantir a educação e a comida das crianças, mesmo com todos esses transtornos da pandemia não temos atrasos”Cassilene Santos Rocha

A moradora da Estrutural Cassilene Santos Rocha, de 37 anos, utiliza o recurso do DF Sem Miséria para completar a renda familiar e, assim, poder criar seus quatro filhos, com idades entre 15 e 6 anos.

“Hoje consigo pagar a alimentação e a internet para as crianças poderem estudar. A artesã explicou que com o dinheiro ainda consegue comprar o material para a sua produção. “Sempre planejo para que possa comprar, com o dinheiro que sobra, as linhas para o meu artesanato, que é minha renda extra e tem me ajudado bastante”,

Publicidade

Nesta pandemia, em razão de problemas de saúde, Cassilene Rocha conta que consegue mais trabalhar fora de casa. “É muito bom saber que todo mês tem esse benefício para garantir a educação e a comida das crianças, mesmo com todos esses transtornos da pandemia não temos atrasos”, fala.

A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, destaca que os benefícios socioassistenciais incluem socialmente as pessoas de baixa renda, principalmente as que vivem na extrema pobreza.

“Temos trabalhado para garantir a regularidade no pagamento dos benefícios sociais como forma de minimizar os impactos dessa pandemia. Muitas pessoas tiveram redução em sua renda, e em muitos casos até mesmo a suspensão total, o que compromete o orçamento familiar, tendo esses auxílios de transferência de renda como a única fonte de recurso para manter suas famílias”, enfatiza Mayara Rocha.

A continuidade do programa DF Sem Miséria, mesmo durante o período de enfrentamento da pandemia do coronavírus, está garantida pelo Decreto Nº 10.316, de 7 de abril de 2020. O Distrito Federal conta, atualmente, com 170.871 familías inscritas no Cadastro Único. Desse total, 91.249 recebem o Bolsa Família e 70.777 também têm direito ao DF Sem Miséria.

DF Sem Miséria

O auxílio do GDF é um adicional ao programa Bolsa Família, do governo federal, que tem como objetivo de adequar os valores recebidos ao custo de vida na capital federal. Têm direito as famílias residentes no DF que, após o receber os benefícios de transferência de renda, apresentarem renda per capita inferior a R$ 140. É preciso ainda estarem inscritas no Cadastro Único.

Os valores suplementados podem variar de R$ 20 a R$ 960, conforme composição e renda de cada família, até que a renda familiar, somada aos valores recebidos pelo Bolsa Família, alcance os R$ 140 per capita.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorServidor Público: Vem aí o 2º Festival DF Musical. Participe!
Próximo artigoLei Seca completa 13 anos no sábado (19)