Fake News: Secretaria de Saúde não divulgou calendário de vacinação contra a Covid-19 no DF

Imagem que circula nas redes sociais não se refere à campanha no Distrito Federal; trata-se de uma Fake News

57

Print Friendly, PDF & Email

Um calendário de vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal está circulando pelas redes sociais. A imagem traz supostas datas em que o público poderá procurar os pontos de vacinação para receber o imunizante. Trata-se de mais uma Fake News sobre a campanha de vacinação no DF, uma vez que a Secretaria de Saúde não divulgou um documento deste tipo.

A vacinação no DF ocorre de acordo com a programação estudada pelo Comitê Operacional de Vacinação que leva em consideração o total de doses recebidas até o momento. A cada nova remessa de imunizantes que a capital federal recebe, é feito um planejamento e, logo em seguida, a divulgação de quais grupos serão contemplados.

Publicidade

A intenção do Governo do Distrito Federal é não gerar expectativa antes da hora. No entanto, o GDF considera a vacinação como prioridade e disponibiliza diariamente informações atualizadas sobre a campanha nos canais oficiais do Executivo local e nas páginas da Secretaria de Saúde na internet.

A página Vacina DF concentra todas as informações sobre a campanha, informa o andamento da vacinação e inclusão de novos grupos.

Saúde Sem Fake News

Recebeu uma notícia suspeita? Desconfie e, na dúvida, não compartilhe! A página Saúde Sem Fake News foi criada para que esse tipo de conteúdo possa ser checado e devidamente esclarecido. Se receber alguma informação sobre a Secretaria e achar que é falsa, pode remetê-la pelo aplicativo WhatsApp no telefone (61) 99252-3540.

Vale destacar que o canal não funciona como um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente neste espaço se são verdade ou mentira, bem como nas nossas redes sociais.

FONTEAgência Saúde DF
Artigo anteriorAtendimentos para transtornos alimentares no Hospital de Base aumentam na pandemia
Próximo artigoBrasil deve receber 7 milhões de doses da vacina da Pfizer antecipadamente