Rodoviários do DF começam a ser vacinados contra o coronavírus

A imunização deste público está ocorrendo no drive-thru do Parque da Cidade, UBS 5 de Ceilândia e UBS 1 do Riacho Fundo

31
Print Friendly, PDF & Email

Os funcionários do sistema de transporte rodoviário do Distrito Federal começaram a ser vacinados contra a covid-19 nesta quinta-feira (3). Foram disponibilizadas 4 mil doses para este novo público, que é vacinado mediante lista encaminhada pelo sindicato da categoria.

A Secretaria de Saúde orientou que fossem priorizados os motoristas e cobradores, por estarem mais expostos a possíveis infecções por covid-19. As doses estão sendo distribuídas da seguinte forma: mil doses nesta quinta, 600 doses na sexta, 1.200 no sábado e 1.200 no domingo.

Os rodoviários deverão procurar a UBS 5 de Ceilândia, a UBS 1 do Riacho Fundo e o drive-thru do Parque da Cidade, que estarão administrando a vacina a este público.

Publicidade

Segundo Camila Gaspar, coordenadora do posto do drive-thru do Parque da Cidade, para se vacinar, o rodoviário precisa apresentar um documento oficial de identificação, para que a identidade do usuário seja conferida com o nome na lista enviada pelo sindicato.

“O público-alvo principal da vacinação nesta quinta-feira são os rodoviários. No entanto, também estamos atendendo as pessoas com comorbidades que já estavam agendadas, idosos e D2”, explicou Camila. Para animar o dia, a equipe estava caracterizada com chapéus e acessórios caipiras, lembrando o mês das festas juninas.

Comemoração

O sentimento de quem foi se vacinar neste feriado era de alegria, gratidão e alívio. O cobrador Delmir de Abreu, 57 anos, contou que a expectativa pela vacina era grande, principalmente porque sua esposa é hipertensa e faz parte do grupo de risco.

“Nossa categoria está trabalhando sem parar, nunca paramos um dia. Então, graças a Deus chegou a nossa vez. Estava muito ansioso por este dia. Assim poderemos trabalhar mais tranquilos”Paulo Ferreira, cobrador

“Agora que me vacinei me sinto mais tranquilo. Desde o início da pandemia não visito a minha mãe porque estou trabalhando direto e exposto ao vírus, tanto que já peguei covid uma vez. Fico muito feliz em poder me vacinar”, afirma.

O motorista Paulo Henrique Sousa está completando 55 anos nesta quinta-feira (3) e disse que a vacina não poderia ter chegado em hora melhor. “Nunca pensei que ganharia um presentão destes de aniversário. A expectativa por este momento era muito grande”.

Paulo Ferreira, 55 anos, é cobrador e estava muito ansioso pelo dia em que fosse se vacinar. Ele conta que trabalha diariamente seguindo todos os protocolos de higiene e graças a seus cuidados rigorosos nunca se contaminou com o coronavírus.

“Nossa categoria está trabalhando sem parar, nunca paramos um dia. Então, graças a Deus chegou a nossa vez. Estava muito ansioso por este dia e agora chegou nossa vez. Assim poderemos trabalhar mais tranquilos”, comemora.

Animadíssimo para tomar a vacina, o motorista Oscar Pires, de 54 anos, disse que sua maior expectativa é que a pandemia acabe logo e que todos possam voltar à normalidade, sem ter que usar máscaras o tempo todo.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorAgendamento para vacinação de pessoas com 59 anos no DF começa nesta sexta (4)
Próximo artigoVigilância Sanitária apreende medicamentos em Santa Maria