Diretor Jurídico do SindMédico-DF e Enfermeira do HMIB morrem, vítimas de Covid-19

Três profissionais de saúde faleceram no intervalo de três dias

549
Print Friendly, PDF & Email

Por Kleber Karpov

Nesta segunda-feira (7/Set), os profissionais de saúde se despediram do medico pediatra, diretor Jurídico do Sindicato dos Médicos do DF (SINDMÉDICO-DF), Antônio José Pereira dos Santos, 19 dias após o falecimento da esposa, professora aposentada e assistente social, Glória. Na mesma data, a enfermeira do Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB), Maria Dulce Moreira da S Maia, também veio a óbito. Todos, vítimas do coronavírus (covid-19).

Antônio José Pereira dos Santos

Partícipe de várias gestões do SINDMÉDICO-DF, e ainda da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Santos, considerado uma referência na defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) foi lembrado pela importância da atuação na luta classista e também, em defesa da saúde à população brasileira. Em Nota de Pesar, o presidente do SINDMÉDICO-DF, Gutemberg Fialho.

“A perda de Antônio José nos entristece, mas seu exemplo de dedicação e empenho, sua disposição e disponibilidade para lutar pela Medicina, pelos seus pares e por uma assistência em saúde digna à população sempre vai nos inspirar. Sempre foi um dos nossos diretores mais presentes e dedicados.”, afirmou Fialho.

Linha essa também apontada pelo deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), presidente da Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC), da Câmara Legislativa do DF (CLDF). Sindicalista e egresso da Enfermagem, Vianna também relatou a importância de Santos para o SUS.

“Tive a oportunidade de acompanhar, de perto, por diversas ocasiões, a dedicação, empenho e a garra do doutor Antônio José, na atuação, em defesa da classe médica, não só do Distrito Federal, como em todo país, bem como dos interesses dos profissionais de saúde e dos usuários do Sistema Único de Saúde.”, disse Vianna.

Dulce Moreira

Dulce Moreira, enfermeira do HMIB – Foto: Facebook

Em relação a Dulce Moreira, o deputado, por meio de Nota de Pesar, além de lamentar o falecimento da enfermeira, também reforçou a necessidade de manter os cuidados, sobretudo entre os profissionais de saúde, para minimizar a possibilidade de contaminação pelo Covid-19.

“Expresso meus profundos sentimentos, os familiares, amigos e colegas de trabalho de Dulce Moreira, que nos deixa nesse momento tão triste. Ocasião em que peço que não baixemos a guarda para esse vírus, que continua a fazer vítimas diariamente em nossa cidade, no país no mundo. Principalmente, a todos que atuam na linha de frente, no combate a essa pandemia.”, disse Vianna.

Mais óbitos

Alvaro Donizete de Oliveira, Foto: Divulgação

Na sexta-feira (5/Set), a Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), também perdeu o cirurgião-geral,  Alvaro Donizete de Oliveira Resende, 62 anos, do Hospital Regional de Planaltina (HRPL), também veio a óbito. Embora, servidores apontem que o médico chegou a ser diagnosticado com Covid-19, a SES-DF não confirmou a morte decorrente de infecção pelo coronavírus.