Sessão solene, na manhã de terça (19), homenageia 41º aniversário do Hemocentro

35


Print Friendly, PDF & Email

Jorge Vianna considera homenagem, uma forma de ressaltar a importância do Hemocentro na saúde pública do DF e do país

Por Kleber Karpov

De iniciativa do deputado distrital, Jorge Vianna (Podemos), a Câmara Legislativa do DF (CLDF), realiza na terça-feira (19), às 9 horas, sessão solene para homenagear o 41º aniversário da Fundação Hemocentro de Brasília (Hemocentro). Durante o evento, Vianna deve homenagear autoridades e profissionais que trabalham no Hemocentro, pelos relevantes serviços prestados à população do DF.

Vinculado à Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), o Hemocentro foi constituído por intermédio de Lei nº. 206/1991, com personalidade jurídica de direito público, sem fins lucrativos, de caráter científico-tecnológico, educacional e de prestação de serviços à população do DF.

Para Vianna, o Hemocentro cumpre papeis relevantes na assistência pública à Saúde tanto do Distrito Federal quanto do país. “Quando falamos do Hemocentro, geralmente, só nos vem a cabeça a doação de sangue. Mas por trás da doação em si, há todo um processo que envolve pesquisa, conhecimento, tecnologia relativo ao sistema de sangue, componentes e derivados, e muita dedicação que certamente coloca o Hemocentro de Brasília como uma dos maiores, se não o maior, banco de sangue do país.”

Publicidade

Referencias

Ao longo da história desses 41 anos, o Hemocentro protagonizou o pioneirismo, em 1985, na triagem sorológica do sangue para o vírus HIV – Vírus da Imunodeficiência Humana, da sigla em inglês –, o que passou a evitar a ocorrência de casos de AIDS transfusional no DF.

Ou ainda em 1991, com a inauguração da fábrica de produção de Albumina Humana 20% – indicada nos casos em que é necessário corrigir o volume de sangue e a quantidade de líquidos nos tecidos em casos como problemas nos rins ou fígado, queimaduras, sangramentos, inchaços do cérebro, infecções generalizadas –, disponibilizada à SES-DF.

Também foi o Hemocentro o agente responsável pela adoção nacional, em 2013, do exame Nucleic Acid Test (NAT) – teste de biologia molecular, que permite a identificação da partícula de um determinado agente infeccioso (DNA/RNA), diminuindo a janela imunológica e a detecção desse agente infeccioso no sangue de um doador ou paciente –, implantado pela fundação, dois anos antes, na triagem dos doadores de sangue.

No final de 2014, no Hemocentro, foi inaugurado o primeiro laboratório sorológico robotizado da América Latina. Procedimento esse que engloba todas as fases do exame sorológico de amostras pré-analítico, analítico e pós-analítico, por meio de conferência padronizada com aumento de qualidade e minimização de erros.

Fonte: Jorge Vianna