Pacientes do DF ganham cadeiras de rodas

161


Print Friendly, PDF & Email

Com verba do Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde do DF fez a maior aquisição em um semestre desde 2014 e já entregou 1.351 unidades neste ano

Por Jéssica Antunes

Mais qualidade de vida. É isso que os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), com restrição de mobilidade, têm com a entrega gratuita de cadeiras de rodas de diferentes modelos e finalidades. O Governo Distrito Federal fez a maior aquisição em um único semestre desde 2014: 1.957 cadeiras foram adquiridas a partir do repasse de R$ 1,7 milhão feito pelo Ministério da Saúde. A pasta já doou 1.351 unidades em 2019 e pretende entregar outras 312 nas próximas semanas (veja mais no vídeo abaixo).

1.957Número de cadeiras compradas com repasse do Ministério da Saúde

A solenidade de entrega simbólica de cinco cadeiras de rodas infantis foi realizada no Hospital da Criança José Alencar (HCB), na tarde desta segunda-feira (19), com a presença do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, da primeira-dama Mayara Noronha, da primeira-dama da Presidência República, Michelle Bolsonaro, do secretário de Saúde, Osnei Okumoto, do secretário Executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, do superintendente Executivo do Hospital da Criança, Renilson Rehem, e do ministro da Cidadania, Osmar Terra.

Os beneficiados são pacientes atendidos em domicílio, cadastrados e avaliados pelo Núcleo de Atendimento Ambulatorial de Órteses e Próteses da Secretaria de Saúde, que solicitaram o benefício a partir de critérios que envolvem especialmente a necessidade de mobilidade. É o caso, por exemplo, da pequena Nicole, que finalmente tem um equipamento adequado para garantir qualidade de vida. A espera vinha desde o nascimento, há cinco anos.

Publicidade
Nicole tem riso fácil. Agora, poderá se locomover e crescer com dignidade com uma cadeira de rodas própria e de graça. Foto: Renato Alves/Agência Brasília

A mãe, Erika Coutinho Nonato, de 24 anos, conta que aguardar a chegada da cadeira de rodas não foi fácil. Com paralisia cerebral, a menina precisa do equipamento para se locomover. “Eu dependo totalmente disso [da cadeira] porque não tenho carro. É uma grande felicidade poder sair daqui com a cadeira que tornará a vida dela melhor”, disse a dona de casa, que mora na Fercal.

É uma grande felicidade poder sair daqui com a cadeira que tornará a vida dela melhorErika Coutinho Nonato, mãe de Nicole

A também dona de casa Conceição Barbosa, 29 anos, e o pedreiro Francisco Júnior, da mesma idade, nunca conseguiriam a quantia necessária para comprar uma cadeira de rodas para o filho Kauan, de quatro anos, diagnosticado com paralisia cerebral ao nascer.

“Fizemos orçamento e o equipamento que ele se adaptaria custa em torno de R$ 5 mil. Não tinha como comprar, então, ele sempre ficou na cadeira do carro ou sentado no sofá. Agora ele terá mobilidade. Com certeza isso mudará a vida dele e a nossa também”, comemora a mãe.

Ex-moradores de Samambaia – agora no Entorno -, eles projetam, com a chegada do equipamento, facilidade para ir às consultas, na melhora da postura corporal de Kauan e, também, para ir à escola. “É questão de qualidade de vida.” O menino recebeu a doação das mãos do governador Ibaneis Rocha.

Conceição Barbosa comemora a cadeira doada ao filho único. Kauan, de quatro anos, esperou metade da vida por esse momento. Foto: Renato Alves/Agência Brasília

“Temos que agradecer a oportunidade que Deus nos dá de poder trabalhar por todas as crianças e seus familiares na luta da inclusão das pessoas com deficiência. É na busca daqueles que mais precisam que estamos unindo esforços”, afirmou o chefe do Executivo local.

Ele destacou que esse é o maior programa de distribuição de cadeira de rodas desde 2014, com expectativa de chegar até o fim do ano com 1,6 mil doações. A parceria com o governo federal pode agilizar, ampliar e melhorar o processo.

Há cinco anos essa foi a maior compra já feita pela pasta da Saúde. Naquele ano foram 3.765 entregas. No mesmo período do ano passado, foram adquiridos 1.246. A compra das cadeiras feita por meio de pregão eletrônico, na modalidade de registro de preços.

Da aquisição total de 1.957 cadeiras de rodas, 967 são cadeiras de rodas para banho, 354 para paraplégicos, 319 para tetraplégicos, 192 monoblocos (convencionais) e 125 cadeiras motorizadas.

Simbologia

Essa solenidade vai muito além do que a simbologia da entrega de cadeiras de rodas. Ela demonstra a necessidade de unir forças entre o governo local, governo federal e toda a sociedadeMayara Noronha, primeira-dama do DF

“Essa solenidade vai muito além do que a simbologia da entrega de cadeiras de rodas. Ela demonstra a necessidade de unir forças entre o governo local, governo federal e toda a sociedade”, ressaltou a primeira-dama Mayara Noronha. Direcionada às crianças, ela garantiu: “vocês podem ser o que quiserem”. “Se todos nós somarmos forças conseguiremos, sim, realizar o sonho desses meninos e meninas, discursou.

A primeira-dama da Presidência da República, Michelle Bolsonaro, destacou a autonomia e qualidade de vida proporcionadas com a entrega dos materiais. É um grande privilégio poder testemunhar um passo do governo no sentido de garantir o direito das pessoas com deficiência”, comemorou.

Gabarra, representando o Ministério da Saúde, reconheceu dificuldade em atender toda a demanda “Estamos aqui fornecendo duas mil cadeiras, mas temos no país uma demanda reprimida entre pacientes novos e substituições necessárias em torno de 200 mil pessoas. O SUS não é capaz de atender todos os pedidos, mas nem por isso deixa de agir. Vamos fazer um esforço para atender ao máximo as necessidades.”, disse.

O ministro Osmar Terra valorizou a união de esforços que permitiu a liberação de verbas e licitação para compra das cadeiras. Hoje, o SUS dispõe de 158 procedimentos relativos à concessão de órteses, próteses e materiais não cirúrgicas relacionadas à reabilitação, incluindo nove modelos de cadeiras de rodas.

Além disso, são disponibilizados 13 tipos de adaptação e dispositivos auxiliares para usuários de cadeiras de rodas, que ajudam na personalização e adequação à característica anatômica de cada pessoa.

Fonte: Agência Brasília