Secretário visita terreno onde será construído o Hospital da Região de Saúde Centro-Sul

319


Print Friendly, PDF & Email

Por Leandro Cipriano

Um terreno de 70 mil metros quadrados, no Guará II, foi visitado, nesta sexta-feira (1°), pelo secretário de Saúde, Osnei Okumoto. No espaço, localizado próximo a Unidade Básica de Saúde (UBS) 2, está prevista a construção de um novo hospital, com capacidade para atender toda a demanda da população da Região de Saúde Centro-Sul.

No momento, grupos de trabalho têm sido montados pela Secretaria de Saúde e Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) para analisar o projeto e estudar quais especialidades são as mais necessárias na unidade. A expectativa inicial é de que o hospital abrigue um total de 375 leitos, sendo 245 para enfermaria, 30 para UTI adulto, dez para a Neonatologia e 90 para o pronto-socorro. Ao todo, o hospital poderá ter 28 mil metros quadrados de área útil.

“A intenção de um complexo de saúde dessa natureza é que tenha uma área para laboratórios de análises clínicas, imagens, reabilitação de pacientes e também uma área específica para Odontologia. É um projeto ambicioso, que vai trazer muitas melhorias para essa região do DF”, afirmou o secretário de Saúde.

Recursos

Publicidade

Presente na visita, o vice-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Rodrigo Delmasso, informou que já destinou uma emenda parlamentar de R$ 1,5 milhão para os projetos arquitetônicos e complementares do hospital, que envolvem a parte elétrica, hidráulica, segurança hospitalar, entre outros serviços.

“A expectativa é de que, até o ano que vem, esses projetos fiquem prontos. A ideia, agora, é agilizar tanto a captação de recursos para a construção como a elaboração do projeto arquitetônico, para que a população receba, o mais rápido possível, esse novo hospital”, disse Delmasso. O parlamentar destacou que tem procurado entidades, como o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para financiarem a obra.

Vazio assistencial

Na avaliação da superintendente da Região de Saúde Centro-Sul, Moema Campos, o hospital virá para preencher o vazio assistencial atual, dentro da rede de urgência e emergência da região.

“Com esse novo projeto, vamos ampliar nossa carteira de serviços. Poderemos atender Ortopedia, fazer partos, propiciar que o paciente da Centro-Sul não precise peregrinar pela rede e possa ser atendido próximo à sua residência, e na sua região de saúde”, comentou Moema.

A Centro-Sul é uma das maiores regiões de saúde do Distrito Federal, e engloba Guará, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, SIA, Park Way, Estrutural, Riacho Fundo I e II.

Mais visitas

O secretário de Saúde aproveitou a oportunidade para visitar também o Hospital Regional do Guará (HRGu) e conhecer os serviços oferecidos no local.

Entre eles, o Ambulatório de Especialidades Odontológicas, que possui quatro consultórios e faz, mensalmente, cerca de 240 atendimentos nas áreas de Periodontia, Endodontia e atendimento a pacientes com necessidades especiais. Também viu o novo gasômetro instalado no HRGu, que auxilia em mais de 15 mil exames por mês.

Além disso, visitou a UBS 2 do Guará II e os serviços de Odontologia da unidade, além do Centro de Atenção Psicossocial, Álcool e outras Drogas (Caps-AD), que também funciona no local.

Acompanharam a visita a administradora regional do Guará, Vânia Gurgel, e a presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimento de Serviços de Saúde (Sindsaúde), Marli Rodrigues.

Fonte: Agência Saúde