Hospitais do DF permanecem sem autoclaves para esterilização de instrumental cirúrgico

167


Print Friendly, PDF & Email

Após atropelar até determinação de Ministério Público do DF e Territórios será que Secretaria de Saúde fará manutenção de autoclaves do Hospital Regional de Sobradinho conforme promessa ao distrital Rafael Prudente?

Por Kleber Karpov

A falta de manutenção das autoclaves em toda rede de hospitais da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF) é antiga. Desde os primeiros meses da gestão do atual governador Rodrigo Rollemberg (PSB), instrumentos cirúrgicos passaram a ser transportados de uma unidade a outra para passar por esterilização de modo a evitar o cancelamento de realizações de procedimentos cirúrgicos.

Uma gestora da Administração Central da SES-DF, que pediu para não ser identificada, conversou com Política Distrital. A gestora criticou a morosidade da Secretaria em renovar o contrato para garantir a manutenção das autoclaves distribuídas nos hospitais do DF.

“Quando quebra a autoclave de uma unidade eles mandam para outra. Não há contrato de manutenção porque não houve renovação do contrato. O processo de aquisição está emperrado desde 2014. Tentam resolver a situação com verba de contrapartida [de parcerias com faculdades].”, e foi além: “A coisa está funcionando a base do quebrou, dançou, o que temos hoje é um serviço ‘meia sola’ que não resolve a situação e compromete os procedimentos cirúrgicos, além do risco de contaminação por causa do transporte para esterilizações externas.”, disse em tom de indignação.

Blitz no HRS

Publicidade

No sábado (23/Abr), uma ‘blitz’ do deputado distrital, Rafael Prudente (PMDB) ao Hospital Regional de Sobradinho (HRS) demostrou o quanto as unidades de Saúde estão sucateadas. Prudente mostrou que, além de vários aparelhos de hemodiálise, as autoclaves da unidade estão encostadas por falta de manutenção.

Com a visita de Prudente a SES-DF fez promessa ao parlamentar fazer as manutenções dos equipamentos, ainda nesta semana, mas será que vai acontecer?

Descaso

12109293_1208540449162920_6269106958569906929_n
Jorge Vianna denunciou transporte de instrumental para esterilização em Kombi – Foto: Ascom Sindate-DF

A SES-DF confirma que está com processo de efetivação de contrato de manutenção das autoclaves, embora não tenha mencionado que se arrasta desde 2014.

Enquanto a promessa de contratação de uma empresa não avança, o desmonte da

estrutura pode ser visto com os instrumentais transportados de uma unidade a outra para as realizações de esterilizações. E o mais grave, em condições que já foram questionadas, por parte do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), e também denunciada pelo Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF)(28/Out/15), que mostrou que os instrumentos são transportados em Kombi.

Á época Vianna orientou os profissionais de enfermagem que atuam no Centro de Material de Esterilização (CME) que não participassem dos deslocamentos para esterilização de materiais em outras unidades de modo a não correrem o risco de serem responsabilizados, em consequências de possível caso de contaminação por parte de pacientes, dado a forma que a SES-DF tem conduzido as esterilizações dos instrumentais cirúrgicos.

“Orientamos os trabalhadores a não saírem do setor para esterilizar material, pois estavam indo em carros inapropriados, sujos, e contaminados. Não podemos colocar a vida do cidadão em risco e ninguém se responsabiliza pela possível contaminação do material.”

Planaltina

Esse é o caso do Hospital Regional de Planaltina (HRPl). Em novembro de 2015, por meio do ofício nº 878/2015 (11/Nov), o MPDFT reiterou a cobrança de documento encaminhado anteriormente, de nº 818/2015.

Na ocasião o MPDFT ratificou a requisição de manifestação da SES-DF sobre irregularidades nas autoclaves do Hospital Regional de Planaltina. Isso por desobediência aos padrões mínimos de segurança no transporte instrumental para esterilização em outras unidades de saúde do DF.

15d391cd-5d99-4f4b-9d8d-b813178bb2fa

Atualmente o HRPl opera com apenas uma das duas autoclaves necessárias a esterilização de instrumentos cirúrgicos, de acordo com fontes do Blog, daquela unidade.

Outras unidades

Além do HRPl e HRS, Politica Distrital questionou a SES-DF sobre as unidades afetadas com falta de manutenção das autoclaves, em apuração realizada em 25 de março. À época, por meio da Assessoria de Comunicação (Ascom) a Secretaria afirmou que apenas 10 unidades estavam em pleno funcionamento.

A pasta esclarece que possui 10 aparelhos de autoclave funcionando nos principais hospitais da rede. Além disso, os serviços de esterilização dos hospitais cujos aparelhos estão quebrados estão sendo realizados em outras unidades de saúde para que o atendimento aos pacientes não seja prejudicado.

Desde então o  Blog apurou em algumas unidades hospitalares com alguns servidores da SES-DF. Os profissionais deixam claro que o problema da falta de autoclaves para fazer esterilização dos instrumentais cirúrgicos acontece em várias unidades hospitalares do DF. Entre elas os Hospitais de Base do DF (HBDF), Regional do Gama (HRG), Regional de Paranoá (HRPa).

Por falta de autoclaves o Hospital Materno Infantil de Brasilia (HMIB) e os regionais de Santa Maria (HRSM) e Samambaia (HRSAM) encaminham os instrumentais para esterilização em outras unidades. Mas se levar em consideração os dados da SES-DF, percebe-se que o problema é mais grave.

1/3

Ao se observar que o DF tem cerca de quinze unidades hospitalares e cada unidade deveria ter  duas autoclaves, em números aproximados, seriam necessários 30 equipamentos de esterilização. Porém, ao confrontar os 10 aparelhos em funcionamento informados por parte da SES-DF, isso demonstra que a Secretaria opera com cerca de um terço da quantidade necessária para esterilizar os instrumentais cirúrgicos.

Licitação

Resta saber quando a SES-DF deve voltar a fazer as manutenções das autoclaves. Nesse sentido em 25 de março, a Secretaria se manifestou ainda em relação ao cumprimento das determinações do MPDFT, de modo a garantir a manutenção das autoclaves nas unidades hospitalares.

A Secretaria de Saúde informa que está tomando as providências necessárias para seguir as recomendações do MPDFT. Para isso, abriu processo licitatório para contratação de empresa que realiza manutenção de autoclave. O processo está em fase de análise de recurso apresentado.

Fiscalizações

A expectativa da população e de servidores da SES-DF é que a fiscalização intensificada nos últimos dias por parte do MPDFT, Tribunal de Contas do DF (TCDF) e de deputados da Câmara Legislativa do DF (CLDF), contribuam para acelerar as tomadas de decisões por partes da Secretaria de Saúde, que em algumas ocasiões parece se tomar iniciativas apenas se colocada contra as paredes.

Em tempo

A manutenção prometida ao deputado Rafael Prudente, talvez demore um pouco além do necessário. Isso porque a gestora da SES-DF informou ao Política Distrital que a Secretaria encaminhou um técnico até o HRS para fazer a manutenção dos equipamentos, porém, sem peças, nada foi feito.