Rollemberg, Câmara Legislativa e Sindicatos, um dia de muitos recados

29


Print Friendly, PDF & Email

A tão esperada reforma do Executivo foi anunciada, na tarde de terça-feira (13/Out), pouco surpreendeu. O governador, Rodrigo Rollemberg (PSB), segue o mandato, aparentemente, rastejando, enquanto não resolver alguns impasses com as contas públicas do DF.

20151013185333Na Câmara Legislativa do DF (CLDF), os distritais cruzam os braços e prometem obstruir a votação de projetos enquanto Rollemberg não descascar o pepino de tentar jogar, para cima do Legislativo, a não definição do reajuste dos servidores do GDF.

Isso por causa da greve e a judicialização por parte da Controladoria Geral do DF (CGDF) em que um desembargador do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT) determinou que os sindicatos ligados à Saúde retornassem ao trabalho. A intervenção do CGDF apenas aumentou os ânimos dos sindicalistas que bateram os pés e devem manter a paralização.

Com isso, 13 de outubro, foi um dia de importantes recados. Confira os principais:

Requebra e vai

Publicidade

Rollemberg ao ver a capacidade de mobilidade do ex-secretário de Relações Institucionais e Sociais (SERIS), Marcos Dantas, junto à CLDF, para defender os interesses do governo, o transformou em secretário da Mobilidade, o que pode desarticular completamente o GDF.

Jogo de cintura?

Isso porque com habilidade de resolver as questões internas das demandas do Buriti, o chefe da Casa Civil, que agregou à pasta as Relações Institucionais e Sociais, Sérgio Sampaio, deu demonstrações claras de não estar apto a lidar com questões delicadas à exemplo dos interesses dos distritais na CLDF e, principalmente, do meio sindical. Jogo de cintura é essencial nesses casos e Dantas já estava aprendendo a rebolar.

Conselho Tutelar

A eleição para escolha de Conselheiros Tutelares, embora a avaliação ‘oficial’ por parte do Executivo fosse positiva, a troca de secretário da Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, pode demonstrar que nos bastidores o fiasco foi geral.

Sorriso largo

Ao menos o PSD que tem Artur Bernardes à frente da secretária de Desenvolvimento Econômico que tem feito um trabalho, exemplar, explore melhor a pasta do Turismo, embora o ex-secretário, Jaime Recena, fosse um exemplo para parte expressiva do secretariado de Rollemberg.

Titanic

Não adianta subir no Titanic quando o Iceberg é tão evidente. Melhor esperar a próxima colheita. Joe Valle (PDT) quem o diga!

Não Cuspa…

Rollemberg ainda consegue dormir e até ameaçar cortar o ponto dos grevistas que descumprirem a determinação judicial de terminar a greve, por força de iniciativas dos deputados distritais, de votar projetos que permitiram o Executivo remanejar recursos para pagar horas-extras e 13º Salário atrasados e, principalmente, os salários dos servidores nos próximos meses. Porém, por meio do chefe do Chefe da Casa Civil, Rollemberg mandou um caroço difícil de digerir. A culpa pelo não pagamento dos servidores é dos distritais que não aprovaram o pacote de medidas do governo, portanto os servidores não terão reajustes. Essa os deputados não estão com jeito que devem perdoar.

Sindicatos batem o pé

Representantes de Sindicatos da Saúde e da Administração Direta do GDF dizem não à Justiça, ao Executivo e mantém a greve. Confira o recado dos sindicalistas.