Policiais civis do DF rejeitam proposta do GDF e seguem mobilizados

Print Friendly, PDF & Email

Na tarde de sexta-feira (16), os policiais civis do DF se reuniram em Assembleia Geral Extraordinária, na Praça do Buriti, convocada pelo Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF).

Logo no início, a categoria rejeitou, por unanimidade, a proposta oferecida pelo Governo do Distrito Federal (GDF) em uma audiência ocorrida nesta tarde com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT).

O GDF propôs um aumento de 7,5% em outubro de 2017; 8% em 2018; 8,5% em 2019 e 8,5% 2020 mais 8,5%. A proposta de 32,5% em quatro parcelas não agradou os policiais civis, porque quebra a isonomia com a Polícia Federal em índices e datas e foi vista como um recuo nas negociações do Distrito Federal, uma vez que o impacto financeiro aos cofres do GDF seria menor do que a proposta inicial.

1Além da rejeição à proposta, os policiais civis decidiram manter a operação PCDF Legal e fazer um novo ato na terça-feira (20), às 14h, colocando caixões e cruzes em delegacias do DF, o que irá simbolizar a morte da segurança pública.

Na quinta-feira (22), às 10h, uma audiência pública acontecerá na Câmara Legislativa do DF (CLDF) sobre o Fundo Constitucional. Na ocasião, o Sinpol-DF denunciará aos deputados e à população um corte de quase R$ 500 milhões na folha de pagamento da PCDF em 2017, promovido pelo GDF.

Provocado pelo MPDFT, o GDF ficou de agendar nova reunião com o sindicato até quarta-feira (21) a fim de que o índice de recomposição seja aplicado no prazo de três anos. Em seguida será convocada nova assembleia para deliberação.

Enrollemberg

Um boneco inflável com 10 metros de altura foi exposto na Praça do Buriti durante a assembleia dos policiais civis. O boneco é uma sátira ao governador do DF, Rodrigo Rollemberg, que prometeu em campanha política manter a isonomia entre a PCDF e a PDF e, agora, ameaça não cumprir a promessa. O “Enrollemberg”, como foi batizado, possui nariz avantajado, em menção ao Pinóquio, e se veste com as roupas do personagem. “Enrollemberg” deve acompanhar os atos e manifestação da categoria agora em diante.

0