Secretaria de Saúde do DF nomeia mais 63 pediatras

7
Print Friendly, PDF & Email

Profissionais concursados serão lotados em estabelecimentos como o Hospital Materno-Infantil e têm 30 dias para entregar a documentação

Foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta terça-feira (29) a nomeação de 63 aprovados em concurso público de 2014 — com vigência até 8 de dezembro de 2016 — para ocupar o cargo de médico pediatra. Eles suprirão vagas deixadas por aposentadorias, falecimentos e contratos temporários encerrados.

Os convocados têm 30 dias para entregar a documentação no edifício-sede da Secretaria de Saúde, a partir de hoje (29). Aqueles que quiserem pedir o reposicionamento para o fim da fila devem fazê-lo no prazo de cinco dias corridos, conforme a Lei Complementar nº 840, de 2011.

Depois de empossados, os profissionais recebem o local de lotação e têm cinco dias para entrar em exercício. No site da Secretaria de Saúde, constam as instruções, como a lista de documentos.

Balanço
De acordo com a secretaria, em 2015 foram nomeados 1.056 concursados em Saúde para diversas especialidades. Desse total, 722 tomaram posse, e os demais pediram reposicionamento para o fim da fila ou não se apresentaram.

Publicidade

Quanto aos pediatras, desde janeiro, a pasta nomeou 70. Desses, 25 tomaram posse, mas um pediu exoneração. Outros 34 requisitaram reposicionamento de fim de fila, e 11 não se apresentaram.

Todos os chamamentos feitos neste ano são para vagas deixadas por aposentadorias, falecimentos, contratos temporários encerrados, já que o DF ultrapassou o limite máximo de comprometimento da receita corrente líquida com salários previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

722 posses em 2015 por especialidade:

  • 34 farmacêuticos-bioquímicos
  • 11 assistentes sociais
  • 5 nutricionistas
  • 2 físicos
  • 27 fonoaudiólogos
  • 5 técnicos em radiologia
  • 7 técnicos em laboratório de anatomia patológica
  • 20 auxiliares operacionais de serviços diversos
  • 335 técnicos em enfermagem
  • 74 enfermeiros
  • 25 anestesistas
  • 11 cardiologistas
  • 21 cirurgiões-gerais
  • 58 clínicos médicos
  • 6 ginecologistas e obstetras
  • 1 especialista em medicina nuclear
  • 3 neurologistas
  • 1 ortopedista e traumatologista
  • 25 pediatras
  • 8 psiquiatras
  • 14 especialistas em terapia intensiva adulto
  • 23 neonatologistas
  • 3 cancerologistas
  • 1 cirurgião de cabeça e pescoço
  • 2 médicos da família e comunidade

Fonte: Agência Brasília

0

Comentário