15.5 C
Brasília
20 maio 2024 05:29


Carmem Lúcia dá 15 dias para Moro se defender sobre denúncia de calúnia contra Gilmar Mendes

PGR ofereceu denúncia contra senador, por acusação de vendas de Habeas Corpus

Por Kleber Karpov

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, concedeu, nesta terça-feira (2/Mai), um prazo de 15 dias para o senador Sergio Moro (União-PR) apresentar defesa em relação a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), em que o parlamentar acusa o também ministro do STF, Gilmar Mendes de vender habea corpus.

A denúncia da PGR realizada pela vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, ocorreu, em virtude da divulgação de um vídeo que viralizou nas redes sociais. Nele, Moro,  aparece conversa com pessoas não identificadas e, durante o diálogo, afirmou: “Não, isso é fiança, instituto […] para comprar um habeas corpus do Gilmar Mendes”.

Fala essa, conforme representação de Lindôra Araújo, com acusação de Mendes, “negociar a compra e a venda de decisão judicial para a concessão de habeas corpus”, em representação realizada pelo advogado do ministro do STF, após a circulação do vídeo nas redes sociais e, também, pela imprensa.

A assessoria de Moro afirma que o episódio em questão está fora de contexto, em decorrência de edição e, pois se tratava de uma brincadeira. Ainda de acordo com a ascom do parlamentar, tal diálogo não revela qualquer acusação contra o ministro do STF.

“O senador Sergio Moro sempre se pronunciou de forma respeitosa em relação ao Supremo Tribunal Federal e seus ministros, mesmo quando provocado ou contrariado. Jamais agiu com intenção de ofender ninguém e repudia a denúncia apresentada de forma açodada pela PGR, sem base e sem sequer ouvir previamente o senador”, declarou.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever