Balanço 2021: Sejus executa R$ 9 milhões em emendas parlamentares

46
Print Friendly, PDF & Email

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) fechou o ano de 2021 com aproximadamente R$ 9 milhões em recursos oriundos de emendas parlamentares, incluídas na Lei Orçamentária. Esse é o maior valor executado pela Sejus desde que a pasta passou a registrar a destinação das emendas, em 2016, e está sendo utilizado na execução de 24 projetos, sendo que alguns deles terão início em 2022. Do total executado no ano passado, as emendas distritais somaram mais de R$ 5 milhões e as federais quase R$ 4 milhões.

“Desde que o governador Ibaneis Rocha assumiu o GDF, o compromisso é sempre melhorar. Prova disso é a evolução constante na execução das emendas parlamentares na Sejus. Em gestões anteriores ao governo atual, a Secretaria chegou até mesmo a fechar o ano sem executar nenhuma das emendas destinadas à pasta. Já em 2021, conseguimos empenhar 87% das despesas autorizadas de emendas distritais e, pela primeira vez, emendas indicadas por deputados federais também foram executadas”, comemora a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani.

De acordo com a gestora da Sejus, a parceria entre os poderes Executivo e Legislativo está cada vez mais fortalecida e quem ganha com isso são os cidadãos. “Com esses recursos, poderemos reforçar o trabalho desenvolvido na Sejus e implementar diversas ações para atender e transformar a vida da população do Distrito Federal, especialmente a que vive em situação de vulnerabilidade”, acrescentou a secretária Marcela.

Publicidade

Na prática, os recursos recebidos foram empenhados, conforme determina a Lei, e aplicados na aquisição de veículos, materiais, equipamentos, mobiliário e insumos, além da criação e modernização de infraestruturas específicas e investimentos em projetos de fomento à justiça e cidadania. A Sejus pôde, por exemplo, investir em melhorias no Sistema Socieducativo, beneficiado com a aquisição de materiais, equipamentos, mobiliários e novos veículos para todas as unidades de internação, além de manutenção em unidades do sistema socioeducativo.

O maior projeto executado pela Sejus com esse tipo de recurso foi o Na Hora Mais Perto do Cidadão, que terá uma carreta móvel para levar a todas as regiões administrativas os serviços presenciais do Na Hora (https://www.sejus.df.gov.br/gdf-lanca-na-hora-mais-perto-do-cidadao-para-prestar-atendimentos-itinerantes-a-populacao/). Adquirida com uma emenda parlamentar no valor R$ 2 milhões, a unidade móvel tem capacidade para realizar em média 400 atendimentos por ação.

Outra frente de atuação fortalecida é a oferta de cursos aos públicos atendidos pela Sejus. O Projeto Empoderamento Feminino, por exemplo, oferecerá, a partir deste mês, capacitação profissional a 40 mulheres em recuperação da dependência química na instituição Maria de Magdala. (https://www.sejus.df.gov.br/projeto-empoderamento-feminino-oferece-capacitacao-profissional-a-mulheres-em-recuperacao-da-dependencia-quimica/). Já o projeto Nos Caminhos de Ogun promove a conscientização de jovens de religiões de matrizes africana sobre emprego, renda e questões de gênero e raça (https://www.sejus.df.gov.br/primeiro-ciclo-do-projeto-nos-caminhos-de-ogun-sera-neste-fim-de-semana/).

A maior parte dos projetos executados com emendas parlamentares são realizados em parceria com organizações da sociedade civil.  As iniciativas atendem as diferentes áreas de atuação da pasta: Na Hora, direitos humanos, igualdade racial, crianças, adolescentes, idosos, comunidade LGBT, entre outras.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Artigo anteriorLei de autoria de Jorge Vianna concede abono para licença acompanhamento
Próximo artigoConcurso Público: Está aberta temporada de 2022 com mais de 226 mil vagas