Colaboradores do IGESDF doam sangue para salvar vidas 

Instituto lança campanha para recuperar o estoque do Hemocentro, que vem caindo por causa da pandemia   

20
Print Friendly, PDF & Email

Por Thaís Umbelino

Os colaboradores do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) vão doar sangue para ajudar a rede pública a salvar doentes hospitalizados pelo coronavírus ou por outras enfermidades, como câncer. Para isso, a direção do instituto lançou nesta quinta-feira (15) a campanha “Quem doa, salva. Doe sangue”.

O objetivo da campanha é recuperar o estoque de sangue do Hemocentro de Brasília (FHB), que caiu por causa da pandemia. Coordenada pela Gerência de Saúde, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho, a campanha vai abranger os colaboradores de todas as unidades administradas pelo Iges-DF, especialmente os que trabalham no Hospital de Base, no Hospital Regional de Santa Maria, na Central de Logística e Armazenamento  (SIA) e na sede administrativa do Edifício P0700.

Publicidade

Para facilitar a doação, a FHB disponibilizará um ônibus para buscar os colaboradores em seus locais de trabalho e levá-los até o Hemocentro. No dia 19 de abril, o ônibus sairá do Hospital de Base às 8 horas e, às 14 horas, partirá da Central de Armazenamento. Já no dia 20, sai do Hospital de Santa Maria às 13 horas e, às 14 horas, leva os colaboradores lotados  na sede administrativa (P0700).

Os interessados devem agendar a participação enviando e-mail para qualidadedevidanotrabalho@igesdf.org.br ou ligando no número 3550-8900, ramal 8855.  Quem não puder ir nesses dias agendados para o Iges-DF, poderá fazer a marcação clicando aqui  (https://agenda.df.gov.br/) e ir na data de sua preferência para contribuir com o estoque de sangue do DF.

Os critérios de doação de sangue podem ser visualizados no site: http://www.fhb.df.gov.br/doacao-de-sangue

Estoque de sangue

A doação de sangue vem caindo desde o final do ano passado, segundo o Hemocentro de Brasília. Para manter o estoque normalizado, são necessárias entre 170 e 200 doações por dia. Mas o número de doações atualmente está entre 150 e 160 coletas diárias. As coletas agendadas também diminuíram. Hoje, apenas 75% dos doadores agendados comparecem à coleta.

Artigo anteriorProjeto permite uso de leitos militares no tratamento de pacientes civis com Covid
Próximo artigoDedicação e entrega definem o trabalho de médica intensivista durante a pandemia