Sindate constata caos no Hospital Regional de Planaltina

67
Print Friendly, PDF & Email

Por Leandro Montes

A situação caótica do Hospital Regional de Planaltina (HRPl), com o fluxo de Covid-19, foi constatada pela direção do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF), que visitou a unidade nesta sexta-feira (19). Durante a inspeção realizada pelos diretores da entidade, Josy Jacob e Moisés de Miranda, foram identificados uma série de irregularidades e inadequações no atendimento de pacientes.

Dentre os problemas identificados pelos dirigentes que consideraram como assustadoras as cenas vistas, estão as adaptações realizadas em unidades como a Clínica Médica, incorporada ao Centro Cirúrgico e o Centro de Trauma incorporado à Maternidade do hospital, com pacientes diagnosticados com Covid-19 intubados no trauma. De acordo com Josy Jacob, os profissionais que atuam na assistência à saúde estão sobrecarregados devido às adequações e ao aumento do número de atendimentos.

Publicidade

Dimensionamento e déficit de profissionais

O dimensionamento do quadro de pessoal aquém do necessário para a prestação segura da assistência de enfermagem também foi um dos alvos da fiscalização realizada pelo Sindate, onde constatou um déficit de trabalhadores. “Fazer puxadinho, abrir leitos e colocar respiradores não é suficiente. As equipes estão desgastadas e não tem profissionais para atender toda a demanda do Covid.

“O Hospital de Planaltina está um verdadeiro caos”, declarou a diretora do sindicato Josy Jacob, ao analisar as condições de trabalho dos técnicos em enfermagem.

Sindate cobra celeridade da SES na contratação de profissionais

Como alternativa para sanar os problemas relativos ao número menor de profissionais e aliviar os atendimentos, os diretores cobraram da Secretaria de Saúde mais agilidade na contratação de técnicos em enfermagem e outros trabalhadores para suprir a demanda no Hospital. De acordo com a pasta, o processo para os contratos temporários já está na Secretaria de Economia, aguardando para ser analisado e aprovado.

O Sindate irá reforçar a cobrança para Secretaria de Economia, uma vez que o número de servidores é muito menor que o necessário, atingindo diretamente na qualidade da prestação de serviços pelos servidores.

FONTESindate-DF
Artigo anteriorDistrito Federal recebe mais 48.250 doses de vacinas contra a covid
Próximo artigoSecretaria adquire Equipamentos de Proteção Individual para servidores da saúde do DF