Suspensão das cirurgias eletivas no DF é prorrogada até 28 de setembro

Procedimentos de urgência e emergência permanecem sendo feitos

29
Print Friendly, PDF & Email

A Secretaria de Saúde prorrogou novamente a suspensão das cirurgias eletivas, desta vez até o dia 28 de setembro. O objetivo é concentrar os esforços nos atendimentos de urgência e emergência em toda a rede pública de saúde, enquanto o Distrito Federal atravessa a pandemia do novo coronavírus Sars-CoV-2.

A pasta lembra que esse tipo de procedimento está suspenso desde o dia 29 de junho e já tinha sido prorrogado outras vezes, no momento em que o DF passava pelo pico e pelo platô da pandemia.

A exceção permanece para os procedimentos oncológicos, cardiovasculares e transplantes, que continuarão sendo feitos normalmente.

De acordo com os gestores da Secretaria de Saúde, a medida permanece necessária para garantir o pleno atendimento às urgências e emergências relacionadas com a Covid-19. Contudo, as áreas técnicas da pasta já estão fazendo o planejamento para a retomada gradual das cirurgias eletivas.

Assistência

O objetivo da medida é assegurar a retaguarda de leitos no momento em que temos uma demanda maior nos hospitais.

Os pacientes com alguma cirurgia de menor gravidade agendada entre os dias 29 de junho e 28 de setembro serão remarcados para depois dessa data.