Com secretário de segurança e PCDF, Sinpol sugere protocolos para ocorrências entre policiais civis e militares

186
Print Friendly, PDF & Email

Dirigentes do Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) reuniram-se com o diretor-geral da Polícia Civil do DF (PCDF), Robson Cândido, na última segunda, 11, para discutir uma série de temas relacionados a pleitos e demandas dos policiais civis. Uma nova reunião ocorreu nesta terça, 12, desta vez com o secretário da Segurança Pública do DF, Anderson Torres

O sindicato defendeu que a PCDF faça gestões junto à Secretaria de Segurança Pública (SSP) para que seja criado um protocolo para as ocorrências que envolvam policiais civis e militares, uma vez que há um acirramento de situações em que há policiais das duas corporações.

Essa mesma reivindicação foi apresentada também na reunião com o secretário da Segurança Pública do DF, Anderson Torres.

“Casos recentes mostram que ocorrências envolvendo policiais civis e militares tendem a enfrentamentos que precisam de uma atenção especial para resguardar os envolvidos. E a falta de protocolos para guiar essas situações acabam ocasionando injustiças e constrangimentos como o recente caso do policial civil aposentado que atuou como um herói salvando um cidadão de um ataque canino e foi tratado como um marginal por alguns policiais de outra força da segurança”, afirmou Rodrigo Franco Gaúcho, presidente do Sinpol.

PLN 1

Ambos os encontros também serviram para o sindicato pedir apoio ao PLN 1, que possibilita o pagamento da recomposição salarial à categoria. O projeto entrou na pauta de votação do Plenário do Congresso Nacional para a sessão desta quarta, 13, quando deverá ser votado.

Os policiais civis estão há praticamente 10 anos sem recomposição das perdas salariais, enquanto as carreiras do GDF e da União conseguiram reestruturar suas carreiras nesse período.

Fonte: Ascom Sinpol-DF