Sindivacs luta por direitos

153
Print Friendly, PDF & Email

Secretaria de Saúde estuda reivindicações da associação

Por Priscila Rocha

O Sindicato dos Agentes de Vigilância Ambiental em Saúde e Agente Comunitários de Saúde do Distrito Federal (SINDIVACS-DF) foi recebido pela chefia de gabinete da Secretaria de Estado de Saúde (SES-DF), nesta terça-feira, para reivindicação de direitos.

Entre os 17 itens da pauta da reunião, apresentados pelo sindicato, estão os pedidos de reajuste salarial, garantido pelo Art. 14 da Lei 5.237/2015, gratificações, reestruturação das carreiras de Vigilância Ambiental e Atenção Comunitária à Saúde, isonomia das tabelas salariais das duas categorias, carga horária de 20 horas semanais, compatível com os demais servidores da SES-DF e outras solicitações.

O Governo solicitou prazo para estudar todos os pedidos e fornecer resposta ao sindicato. Assim, SES-DF e SINDIVACS tornam a se encontrarem, no próximo dia 7 de junho, em uma reunião geral com todos os membros da associação. Caso o governo não atenda as solicitações, muitas garantidas por Lei, a categoria pode deliberar por greve ou pela redução da produtividade do trabalho.

Diretor Geral do SINDIVACS-DF, Etieno Sousa, diz que há defasagem de servidores, por isso existe a necessidade da realização de concurso público, outra reivindicação.  “Hoje o Distrito Federal tem a pior cobertura do Brasil para o número de Agentes Comunitários de Saúde e de Agente de Vigilância Ambiental. Os processos estão devidamente incluídos, mas a SES-DF não encaminha eles para a realização dos certames.”

Sousa também diz que o sindicato se reuniu por diversas vezes com representantes da SES-DF para tratar dos mesmos pedidos e que o governo não tem atendido – mesmo com a apresentação de pareceres jurídicos para o pagamento de gratificações e ou incentivo. “Esperamos não precisar reduzir a produtividade e nem entrar em greve, esperamos que o secretario resolva todas as questões e que no dia 7 nós possamos continuar a atender a população do Distrito Federal da melhor maneira possível.”